Empreender

Empreendedor: vale a pena estudar tanto?

Ensino primário, médio, cursinho, universidade, cursos técnicos, MBA. Cursos de especialização, línguas, ensino à distância. Se você for procurar, há uma infinidade de possibilidades suficiente para que você estude a vida inteira! Mas, afinal, o quanto vale estudar tanto? Há algum limite ou regra de ouro que possa ser seguida?

Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Previdência e cheque especial não combinam

Previdência e cheque especial não combinam

Você está prestes a ter o seu primeiro filho e acaba contando a novidade para o seu gerente de banco. Este aproveita a “brecha” e te convence a investir em um plano de previdência para oferecer um futuro melhor à criança que está por vir. Você sai de lá feliz da vida achando que fez um ótimo negócio, mas… Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Dicas para ser Feliz

5 conselhos simples para ser Feliz Financeiramente

Felicidade é um conceito muito amplo e difícil de ser definido! Mas, há algumas dicas que podem ser seguidas para que você alcance um mínimo de “felicidade financeira” em sua vida. São dicas simples e provavelmente não serão novidades para você. Mas, como no emagrecimento, o mais difícil é ter disciplina para segui-las diariamente. Força!

Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
30 anos para financiar o imóvel: vale a pena?

30 anos para financiar o imóvel: vale a pena?

A grande vantagem é que esta decisão pode lhe proporcionar o usufruto de sua casa própria já (e provavelmente lhe livrará das despesas de aluguel) pagando uma mensalidade que caiba no seu bolso. Por outro lado, você deve saber que estará assumindo um compromisso de longo … muito longo prazo. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Ibovespa x CDI

Ibovespa ou CDI: Qual indicador rendeu mais?

Quem investiu R$ 100 no Índice Bovespa em 22/ago/1994 teria hoje (18/jul/2018) um saldo de R$ 1.436,41, um retorno de 1.336% em pouco menos de 24 anos. Parece ser um excelente ganho, quando comparado à inflação de 451% medida pelo IPCA neste mesmo período. No entanto, o CDI apresentou um desempenho ainda melhor… Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
maior_ativo

Qual é o seu maior ativo? Ouro, carro, casa?

Nas Finanças Pessoais, costumamos medir nossa riqueza pela quantidade de ‘Ativos’ que possuímos. Por ‘Ativo’, entenda tudo aquilo que possui algum valor, que represente algo de positivo para o saldo de suas Finanças. Os exemplos clássicos são os bens que possuímos (imóveis, carros, etc.), os investimentos e o dinheiro que temos em mãos. Mas, qual deles será o ‘Ativo’ mais importante?

Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Dúvida eterna: como dividir a conta do bar ou do restaurante?

Dúvida eterna: como dividir a conta do bar ou do restaurante?

Final de semana chegando, ótima desculpa para sair com os amigos, ir a um restaurante ou bar para bater um papo, dar risada e se divertir. Excelente, não? Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
desafio_envelhecimento

Os desafios do envelhecimento

Uma das coisas mais certas em nossa vida é que iremos ficar cada vez mais velhos, a cada dia. O  envelhecimento é algo que não temos como mudar, por isso toda esta importância que é dada ao planejamento de nossa aposentadoria. Se você não está convencido desta importância, talvez seja interessante olhar este tópico sob uma perspectiva mais ampla: como anda o envelhecimento da população no nosso país?

Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
sair_dividas

Como sair das dívidas

Uma das principais preocupações de muitas famílias brasileiras é a questão do endividamento e de como sair das dívidas. Em maio de 2018, a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), da Fecomércio de São Paulo, mostrou que 51,1% das famílias na cidade de São Paulo tinham dívidas, 19,3% tinham contas em atraso e 9% não tinham condições de pagar suas dívidas no próximo mês. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
endividado_inadimplente

O que é pior: estar Endividado ou Inadimplente?

Segundo pesquisa da Fecomercio-SP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), cerca de 54% das famílias paulistanas estavam endividadas em janeiro de 2018. Isto é assustador, não? Mais da metade das famílias está com Dívidas! Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
x
Assine nossa Newsletter

Digite o seu email e mantenha-se informado,