Educação Financeira

pequenas_despesas

Vale a pena controlar as “Pequenas Despesas”?

Diz a sabedoria popular que para conquistarmos um bom Controle Financeiro é preciso anotar todas as despesas, até aquelas de menor valor! E diz também a ‘prática’, que fazer este tipo de controle é bem complicado. É preciso mesmo anotar até aquele gasto de R$ 3 usado para tomar um café? Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
rico_novofoco

Ficou Rico? Então está na hora de mudar o seu foco.

Se você já ficou rico (ou se pelo menos atingiu um nível financeiro razoável), talvez esteja na hora de começar a se preocupar com outras questões que vamos descrever aqui. Aliás, mesmo que você esteja longe de ser rico, seria bom ler o texto também.

Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
educado_financeiramente

Você é uma pessoa educada financeiramente?

Investir mais. Colocar o dinheiro para trabalhar a seu favor, gerando mais dinheiro. A condição para isso? Ser “financeiramente educado”. Isto independe do fato de você ter conseguido poupar pouco até agora, ou se você já possui um valor alto. Saber gastar e poupar deve ser uma atividade diária, algo que você realiza de forma natural, quase sem se dar conta. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
casamento dinheiro

Casamento e Dinheiro: não dá para separar!

Beto e Joana acabaram de se casar. E como “quem casa, quer casa”, trataram logo de comprar um apartamento … cujas prestações a Joana irá pagar. No momento, somente ela está empregada, o salário não é lá nenhuma fortuna, mas dá para pagar as contas do casal. Pena que não sobra praticamente nada no final do mês. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Sem Dinheiro

Veja os 3 hábitos de quem vive reclamando que está sem dinheiro.

É muito comum encontrarmos pessoas que estão sempre “sem dinheiro”! Não estão necessariamente endividadas, mas estão sempre reclamando que o “dinheiro está curto” e que “não sobra nada no final do mês”. Bem, analisando melhor estas pessoas, você verá que elas têm algumas características em comum.

Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
post1

Descubra se você só busca maneiras fáceis de enriquecer!

Enriquecer é bom e todo mundo gosta, certo? Mas, com exceção de alguns poucos felizardos, é preciso trabalho, dedicação e disciplina (pelo menos um pouco) para acumular um bom patrimônio.

A maioria das pessoas, no entanto, sonha com soluções simples e rápidas, quase mágicas, para ficar rico de vez e não precisar mais trabalhar. Será que você é assim?

Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Teste do marshmallow

Teste do “marshmallow”: você controla o seu impulso de satisfação imediata?

Em 1972, um estudo foi realizado na Universidade de Stanford, nos Estado Unidos, com o intuito de testar a capacidade das pessoas de adiar uma satisfação.  A um grupo de crianças foi oferecido um delicioso “marshmallow” (um tipo de doce, muito apreciado por lá), com a seguinte explicação: “Você pode comer o doce a hora que quiser, mas se conseguir resistir por 15 minutos e não comê-lo, ganhará DOIS doces”

Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Finanças Pessoais

Faça uma Reforma Financeira em sua vida e seja mais feliz

Nestes momentos que antecedem o final do ano, o que mais escutamos são promessas de mudança! Inspire-se nestas propostas e promova já uma grande Reforma Financeira em sua vida. Parece difícil? Que nada, siga as nossas dicas e aumente o PIB de sua família.

Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
viloes_bolso

Alguns vilões do seu bolso

Um dos grandes vilões do nosso orçamento são as despesas pequenas e esporádicas, que costumam passar despercebidas, mas, quando somadas, acabam por levar boa parte de nossas economias. Exemplo disso são os gastos com lazer e diversão, como, por exemplo, aquela cerveja no final de semana, o “happy-hour” com o pessoal da empresa ou ainda aquele inocente passeio no shopping da cidade. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Educação Financeira: Morar Sozinho x Morar com os Pais

Educação Financeira: Morar Sozinho x Morar com os Pais

O tempo vai passando e de repente você começa a sentir aquela sensação estranha de não pertencer mais à sua casa ou, no caso, à casa de seus pais. Bate aquela necessidade de liberdade, de independência, de busca de seu próprio caminho!

Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
x
Assine nossa Newsletter

Digite o seu email e mantenha-se informado,