Guia de Investimentos

Planejamento Financeiro

Fuja dos Investimentos ruins disfarçados de bom negócio!

Muito se fala e se discute sobre onde investir: quais as melhores opções, que trazem boa rentabilidade aliada a baixos riscos. Mas você saberia dizer quais são os investimentos que não são bons? Sim, é também muito importante ter ‘na ponta da língua’ aqueles investimentos com os quais você deve ter um cuidado extra, ainda mais quando eles aparecem disfarçados de boas oportunidades!

Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
titulos de capitalizacao

Títulos de capitalização são investimentos?

Quem já não comprou ou não conhece alguém que tenha o hábito de comprar títulos de capitalização? Bastante populares, os títulos de capitalização tem o apelo de ser uma poupança forçada, ter o rendimento “próximo” da poupança e ainda sortear prêmios em dinheiro. Entretanto, pouca gente sabe exatamente como funciona um título de capitalização. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Juros altos no Brasil: aproveite o lado positivo, passando de “Comprador” a “Vendedor”

Juros altos no Brasil: aproveite o lado positivo, passando de “Comprador” a “Vendedor”

Muito se fala sobre os altíssimos juros cobrados no Brasil, seja no parcelamento da fatura do cartão de crédito, no cheque especial ou nos financiamentos e empréstimos em geral. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Taxas de mercado disparam

Taxas de juros de mercado disparam

Não foi só o mercado acionário e o cambial que apresentaram grandes oscilações nos últimos dias. O mercado de taxas de juros também apresentou oscilação relevante. Entre a última reunião do Copom, em 16 de maio, e o dia 28 de maio, a taxa de 10 anos obtida a partir do mercado futuro de DI passou de 10,49% ao ano para 11,49%, o que representaria um prejuízo de -3,18% para um título prefixado com este prazo. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Poupança x Taxa Selic

Com a Selic em queda, a poupança passa a ser um bom investimento?

Com a Selic em queda, a poupança entrou na mira dos investidores voltando a ter captação líquida positiva no ano. No entanto, será que a poupança é realmente uma boa alternativa para se investir?  Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Melhores investimentos 2017

Melhores investimentos 2017 – Dezembro

Com o ganho de 1,28% em dezembro, o Tesouro Prefixado 2023 registra excelente rentabilidade nos últimos 12 meses (18,81% vs. 9,95% do CDI). Já o Ibovespa, com a alta de 6,16% no mês, passou a ter alta de 26,86% no ano. Quanto ao dólar, pela cotação de fechamento de mercado, tem alta de 1,99% no ano. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Como investir apenas R$ 100 com pouco risco

Como investir apenas R$ 100 com pouco risco

Com a queda da taxa Selic, os investimentos tradicionais de renda fixa passaram a render muito pouco, menos ainda quando os custos relacionados a eles não caíram na mesma proporção. Para o pequeno investidor, as opções são ainda piores e muitos voltaram a aplicar na poupança. No entanto, ainda há alternativa melhor do que ela, dependendo das circunstâncias. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Tesouro Direto - Corretora independente vs. Banco de varejo

Por que não devo investir no Tesouro Direto através da corretora do meu banco?

Certamente é mais cômodo investir no Tesouro Direto através da corretora do próprio banco em que você mantém a conta-corrente. O processo de aplicação e resgate de recursos é muito mais ágil e prático. No entanto, há um preço a se pagar por isto e ele pode ser bastante salgado. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
CDI poupança IPCA

CDI e poupança vs. Inflação (IPCA)

Nos últimos 24 meses (out-15 a out-17), a poupança nova teve rendimento real (descontada a inflação) de apenas 4,57%, enquanto o CDI obteve rendimento real e líquido de IR mais significativo: 10,91%. Em períodos mais recentes, no entanto, o rendimento real da poupança chegou a ser negativo e o do CDI esteve próximo de zero. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
Tesouro Direto

Investimento no Tesouro Direto atinge R$ 47,3 bi

Em julho, as aplicações de até R$ 1 mil representaram 54,06% das vendas, participação recorde desta faixa no Tesouro Direto. O estoque de recursos já atinge R$ 47,3 bilhões e o número de investidores cadastrados totaliza 1.539.936, dos quais 520.624 são ativos. Continue lendo…

Compartilhe este artigo: 
x
Assine nossa Newsletter

Digite o seu email e mantenha-se informado,