Está difícil fazer o dinheiro durar o mês inteiro? Pode parecer impossível … e, na maioria das vezes, é quase isso! Mas, geralmente, o que ocorre é que estamos tão acostumados com alguns tipos de gastos que nem cogitamos a possibilidade de ‘cortá-los’. Por isso, vamos fazer um exercício aqui para que você consiga economizar pelo menos R$ 500 por mês!

Como você pode imaginar, para conseguir este nosso objetivo, vamos ter que deixar de gastar, o que é uma maneira bonita de dizer que vamos eliminar despesas e comprar menos. Aqui vão algumas dicas:

1. Troque o seu carro por outro, “um nível abaixo” do atual
Sim, isso vai ser ‘dolorido’, mas é de grande ajuda para o seu orçamento. Já falamos várias vezes aqui que carro não é investimento e que, além do custo do automóvel em si, há uma série de outros gastos associados: IPVA, seguro, manutenção, combustível, etc.

Não estamos pedindo para você vender o seu automóvel e só andar de transporte público (o que seria realmente interessante, mas pouco viável em muitos casos). O que queremos é somente que você ‘desça um degrau’ e use um carro mais simples.

Por exemplo, se você tem um carro que vale hoje R$ 50.000, que tal trocá-lo por outro mais simples que custe R$ 40.000? Isso dá uma economia de R$ 10.000! Considerando que o carro será trocado a cada 4 anos, a economia anual é de R$ 2.500, em uma conta bastante simplista.

Temos que somar ainda a economia adicional nos impostos e seguro, estimados em cerca de R$ 350 por ano.
Chegamos a R$ 2.850 por ano … ou R$ 237,50 por mês.

economizar_500_interior
 
2. Corte o plano de TV a cabo
Como? Ficar sem assistir aquele seriado preferido? Ok, não prometi nada 100% agradável … mas ninguém vai se matar com este tipo de corte. Afinal, em vez de ficar parado na frente da TV, não é melhor fazer um exercício ou ler um livro?

E também não precisa eliminar totalmente o seu plano de TV a cabo. Mas troque-o pelo pacote mais simples, o que já vai lhe proporcionar um bom número de canais de entretenimento. E, já que estamos radicalizando, aproveite para diminuir também um pouco o seu plano de internet!

Com tudo isso, uma redução de cerca de R$ 80,00 mensais é totalmente viável!
 
3. Diminua o número de “cafés gourmet”
Tomar aquele cafezinho expresso depois do almoço está virando quase uma atividade obrigatória, ainda mais estando junto com os seus colegas de trabalho. Não sei se todos os cafés são ‘gourmet’, mas o preço deles certamente o são: podem chegar facilmente a valores acima de R$ 4,00!

Supondo que você tome um destes a cada dia de trabalho, temos 20 por mês. Digamos que você consiga diminuir este número à metade: a economia seria de R$ 40,00 por mês!
 
4. Não troque o seu telefone (‘smartphone’) por outro mais moderno
Este caso é bem parecido com o do carro, a diferença é que talvez não valha trocar o seu atual telefone, já que o aparelho usado tem um valor muito baixo na hora da revenda.

Mas, se você está pensando em comprar aquele último lançamento de ‘smartphone’ que tem 1001 utilidades, lembre-se que quem tem que ser ‘smart’ é você: o seu telefone pode ser um pouco mais ‘burro’.

Só evitando este gasto você pode economizar no mínimo uns R$1.500. Considerando que esta nova compra é feita a cada 2 anos, a economia anual é de R$ 750 … ou R$ 62,50 mensais.

E aproveite também para rever o seu plano de telefonia, principalmente no quesito conexão à internet que costuma encarecer bastante o valor a ser pago. Dá para economizar facilmente cerca de R$ 40,00 por mês com alguns sacrifícios a mais.
 
5. Comer fora? Escolha bem a ocasião
Atualmente o custo de se fazer uma refeição em restaurantes, principalmente nas grades cidades, está cada vez mais alto. Sem contar o valor que normalmente você vai gastar com o estacionamento (o famoso ‘vallet service’) no próprio local.

Um jantar a dois em um restaurante razoável dificilmente sairá por menos de R$ 60,00 por pessoa.

Não estamos pedindo muito: deixando de ir somente uma vez a menos, você já terá a economia de R$ 60,00 por mês!
 
6. Totalizando tudo
Somando todas as economias, chegamos a R$ 520,00 por mês! Muito bom, certo? E tenho a certeza de que se você pensar em outros possíveis cortes, é fácil chegar a R$ 1.000,00 mensais.

Bem, pode ser que nem todos os casos acima se aplicam a você. Ou, então, você pode ser aquela pessoa que já economiza normalmente e consegue poupar algum valor todo mês. Ainda assim, não deixe de sempre buscar maneiras de gastar bem. Afinal, “despesas são como unhas, temos sempre que cortá-las, senão, elas crescem”.