Após encerrar o ano de 2021 com resgate líquido de R$ 35,50 bilhões, a poupança já acumula resgate líquido de R$ 53,22 bilhões até o dia 20 de junho de 2022. Isto fez com que o saldo de recursos investidos na poupança caísse de R$ 1.030,60 bi em dezembro para 1.009 bi. Este último mês de maio registrou captação líquida de R$ 3,51 bi, mas em junho (até o dia 20), o resgate líquido está em R$ 6,48 bi.

 


* Dados de 2022 até 20 de junho

 


* Dados de 2022 até 20 de junho
 

No gráfico seguinte, exibimos as captações/resgates líquidos a cada mês. Em seguida, apresentamos as 10 menores e as 10 maiores captações líquidas mensais. O ano de 2020 registrou 7 das 10 maiores captações líquidas mensais. Janeiro de 2022 registrou o maior resgate líquido da série histórica: R$ 19,67 bi, seguido pelo mês de janeiro de 2021 com resgate líquido de R$ 18,15 bi.
 


* Dados apresentados até 20 de junho
 

 

No gráfico abaixo, apresentamos os dados apenas para os meses de maio desde o início do Plano Real. A maior captação líquida ocorreu em 2020 com R$ 37,20 bi. Já o maior resgate líquido para os meses de maio ocorreu em 2016 com R$ 6,59 bi.