Mesmo com os recentes aumentos do CDI e da Poupança, os rendimentos reais (descontados da inflação medida pelo IPCA) dos últimos 12 meses de ambos estão nos menores níveis históricos. No período de março de 2021 a fevereiro de 2022, por exemplo, o IPCA teve variação de 10,54%, enquanto o CDI rendeu apenas 5,65% (4,80% se descontarmos o imposto de renda pela alíquota de 15%) e a poupança, 3,84%.

Com isto, um investimento que paga 100% do CDI, teve rendimento real de -5,20% nos 12 meses findados em fevereiro de 2022, já descontado o imposto de renda de 15%. Já quem investiu na poupança, o rendimento real foi menor ainda: -6,06%.

No gráfico abaixo, mostramos os rendimentos reais do CDI e da Poupança para períodos de 12 meses, desde o início do Plano Real. Para os períodos anteriores a maio de 2012 e nos momentos em que a Selic está acima de 8,5% ao ano, a Poupança segue a regra de remuneração de TR + 0,5% ao mês.