Com a atual situação que estamos passando no Brasil, muita gente fica se perguntando se uma saída seria ir morar em algum país do exterior, onde o cenário econômico e social está melhor. Não é uma má ideia. Porém, como tudo na vida, é preciso muito planejamento pois esta decisão pode trazer grandes impactos na vida de cada um.

Se você está com este objetivo em sua vida, vamos listar alguns aspectos que talvez seja interessante analisar antes de tomar a decisão.

Aspectos Financeiros

Do ponto de vista financeiro, é importante analisar não só o quanto você poderia ganhar de salário, mas também qual o custo de vida do local onde você irá morar.
Os valores de itens como aluguel e transporte, bem como escolas para os filhos e planos de saúde, devem ser pesquisados para que você não tenha nenhuma surpresa.

Lembre-se também que, principalmente nos países mais desenvolvidos, não há uma cultura de contratação de empregadas domésticas. Assim, prepare-se para cuidar de sua casa com suas ‘próprias mãos’: mesmo que você consiga contratar alguém, os custos serão muito altos.

exterior_vale_interior

Imposto de Renda

Um ponto a ser analisado é a questão do Imposto de Renda. Há dois aspectos: o primeiro é o valor do imposto em si, que depende de cada país e até de cada estado deste país (como no caso dos Estados Unidos).

Outro aspecto muito importante é a bitributação: em muitos cenários você poderá ter que pagar imposto no país onde você está trabalhando e também no Brasil, o que seria uma oneração muito grande. Consulte um bom especialista para mapear todos os cenários possíveis de tributação, antes de tomar uma decisão.

Conheça o país de destino antes de se mudar: cultura, clima, estilos de vida, etc.

O brasileiro tem a fama de se adaptar facilmente em qualquer situação, o que já é uma grande vantagem para nós. Mas é importante conhecer muito bem todos os aspectos do seu ‘futuro’ lar antes de se tomar esta decisão.

Por exemplo, no Brasil estamos acostumados a um clima ameno e de pouca variação de temperatura durante o ano. Mas isso não é verdade em outros lugares. Por isso, vá visitar estes países no pior mês deles, por exemplo em pleno inverno de temperaturas abaixo de zero e com neve incessante.

Perspectivas do Futuro

Quando for definir o seu destino final, não se esqueça de analisar a situação do país no longo prazo. Tenha consciência de que é impossível prever o futuro, mas isso não é desculpa para não fazer nenhuma análise.

O Brasil, há 8 anos atrás, provavelmente era um local que atraía muita gente devido às expectativas de crescimento e desenvolvimento interno. Atualmente a situação mudou.

Assim, esteja preparado também para se adaptar a qualquer ‘mudança no percurso’.

Conclusão: alguns vão argumentar que este tipo de resolução envolve por si só muitos riscos e incertezas e por isso a melhor forma de definir algum caminho é tomar uma decisão emocional mesmo, sem muito planejamento. Talvez funcione para algumas pessoas e em alguns casos. Mas não se deixe levar pelo caminho mais fácil!