Pode parecer estranho, mas existem muitas pessoas que já estão em dificuldade financeira e ainda não perceberam isso! Não estamos falando das que têm muitas dívidas, pois, neste caso, a percepção é mais óbvia. O mais perigoso, e talvez difícil de perceber, é aquele estágio inicial de dificuldade quando nem tudo está claro, mas o caminho já está traçado.

Para lhe ajudar a identificar este estágio, vamos dar alguns sinais para que você perceba que deve mudar seus “hábitos financeiros”:

- Boletos, extratos e comunicações dos bancos, largados pela casa toda.
Falta de organização demonstra falta de controle e baixa motivação para buscar uma vida melhor. Do ponto de vista das Finanças Pessoais, esta falta de zelo pode ser notada quando os objetos relacionados às suas Finanças ficam jogados por todo lado, particularmente aquelas correspondências que chegam pelo correio: extratos, posições de investimentos, boletos, etc. Outro ponto a ressaltar é que esta falta de organização aumenta as chances de acabar esquecendo o pagamento de uma conta, e ter que desembolsar mais dinheiro com multas por atraso e juros de mora.

Lembre-se: organizar a sua ‘papelada’ financeira é o primeiro passo para controlar os gastos. Sem isso, o caminho está aberto para o endividamento!

Você não sabe as melhores opções de investimento … pois não tem dinheiro para investir.
Se você não tem interesse em pesquisar quais opções de investimento lhe renderão os melhores juros, das duas uma:

1) Você tem muito dinheiro e não precisa se preocupar com os rendimentos.

2) Você não tem nenhum dinheiro, assim não investe em nada.

Se a segunda opção for o seu caso, tome cuidado! Não ter dinheiro para investir significa que todos os seus rendimentos já estão comprometidos. Você não conseguirá juntar uma poupança para eventuais imprevistos e nem para garantir a sua aposentadoria.

Seu salário cai na conta e já some em menos de 5 dias para pagar contas.
Esta caso é muito parecido com o anterior, porém mais grave. Pode até ser que você consiga chegar ao final do mês sem se endividar, o que já é difícil. Mas, o fato do seu dinheiro ‘sumir’ muito rapidamente é algo muito preocupante!

Você não sabe o quanto gasta com as compras de supermercado por mês.
Os gastos com supermercado representam uma parcela importante do orçamento doméstico, assim, não saber o quanto gasta por mês já indica um descontrole financeiro. Mas, este é somente um exemplo: é preciso conhecer os seus gastos nas várias categorias, como lazer, habitação, carro, etc.
 
Caso queira comentar este e outros textos, por favor, encaminhe uma mensagem para contato@minhaseconomias.com.br