Pode procurar na internet que você irá achar vários textos que tratam o cartão de crédito como o grande vilão da boa Educação Financeira. Todos têm uma certa razão, afinal ele permite a realização de compras mesmo sem termos efetivamente o dinheiro disponível, levando a gastos excessivos e à inadimplência. Mas será que você deve ter medo de usá-lo?

É claro que não. Já escrevemos várias vezes aqui que, se usado de maneira correta, o cartão pode se tornar um grande aliado.

Mas o tema que queremos abordar aqui é com relação à aquelas pessoas que já desenvolveram uma certa aversão ao uso do cartão de crédito e que não o utilizam sob nenhuma circunstância. Aqui vão algumas crenças deste tipo de pessoas … e razões para não acreditarem mais nelas.

1. Vou pagar juros altíssimos no cartão.

Sim, em parte isso é verdade. Se você não conseguir pagar o valor total da fatura mensal e tiver que apelar pelo parcelamento ou atrasar o pagamento, os juros cobrados serão estratosféricos.

Mas este é o que podemos chamar de “pior cenário” possível. É como se deixássemos de utilizar o avião só porque pode haver uma fatalidade em caso de acidente.

A questão é não deixar que seus gastos no cartão estejam fora do seu orçamento. Se isto for seguido à risca, há grandes vantagens no uso do cartão.

medo_cartao_interior

2. Alguém irá “roubar” meu cartão e usá-lo indefinidamente.

O risco de alguém conseguir utilizar o seu cartão indevidamente, seja na internet ou mesmo no “mundo físico”, é algo real e você deve tomar as precauções necessárias para que isso não aconteça.

Porém a chance tomar um prejuízo muito grande é pequena, mesmo que você seja vítima de um roubo de informações. Mas para isso, siga estes dois hábitos muito importantes.

Em primeiro lugar, consulte regularmente o seu extrato de gastos do cartão, para identificar o mais rápido possível qualquer gasto que não seja seu. Muitas instituições financeiras enviam um aviso via SMS sobre todo gasto realizado, o que pode facilitar bastante esta verificação.

Em segundo lugar, não deixe de fazer um “seguro” para o seu cartão, se isto estiver disponível. Normalmente o valor a ser pago é uma mensalidade bem baixa, mas que lhe dá uma segurança maior. Mesmo assim, ainda será preciso verificar e sempre avisar a operadora do cartão em caso de qualquer gasto não autorizado.

3. O cartão irá potencializar o meu instinto consumista.

Sim, muitas vezes é difícil resistir a um meio de pagamento como o cartão que lhe permite gastar sem ter que ter dinheiro no bolso! Mas eliminar o cartão só por causa deste “medo” é tentar eliminar os efeitos do uso do cartão e não focar na causa desta questão.

Não importa se você vai pagar com cartão, com dinheiro vivo ou com cheque … o que importa é que você deve gastar sempre menos do que recebe! Esta é a regra que vai lhe permitir alcançar o equilíbrio financeiro. E deste modo todos os seus gastos poderão ser feito no cartão de crédito.