O Cartão de Crédito se tornou uma das 7 maravilhas modernas, quando pensamos em finanças pessoais. Ele traz praticidade para o nosso dia a dia, uma certa segurança (pois não temos que carregar dinheiro ‘vivo’) e pode, se usado corretamente, auxiliar bastante na melhoria do seu fluxo de caixa, além de outras vantagens.

Mas, se você está enfrentando problemas financeiros pelo fato de gastar demais com o cartão, então talvez uma maneira mais radical de ‘cortar o mal pela raiz’ seja cancelar o seu cartão de crédito.

O primeiro passo é se convencer de que você tem que tomar uma ação mais radical para melhorar a sua vida financeira. Feito isso, vem a segunda parte, que é efetivamente cancelar o seu cartão.

Pode não ser uma tarefa tão simples: nenhuma operadora de cartão vai desistir de você (um cliente tão especial) tão facilmente assim, eles lhe farão ofertas e lhe cobrirão de vantagens adicionais. Seja forte!

Para ajudar nesta árdua atividade, vamos dar algumas dicas para você ter sucesso na busca do cancelamento do cartão!

1 – A princípio você pode cancelar o seu cartão de crédito a qualquer momento, basta entrar em contato com a Central de Atendimento da operadora do seu cartão e pedir o cancelamento.

2 – O ideal é que você não tenha nenhuma dívida ou parcela a pagar no cartão, no momento do cancelamento, para evitar qualquer aborrecimento. Se for possível, quite estas dívidas, espere vencer todas as parcelas ou negocie a transferência destas parcelas para um cartão de débito ou carnê: e não faça mais nenhum pagamento com o cartão até que esse tempo passe.

Se não for possível este procedimento acima, ainda assim, você pode enviar uma carta com aviso de recebimento (AR) para a operadora do cartão, pedindo o cancelamento e “declarando-se em mora” (em atraso) em relação ao saldo devedor e pedindo para que esta empresa se manifeste em um prazo de 10 dias. Mas prepare-se para muita burocracia e de preferência tenha um bom advogado para suportá-lo.

3 – Nenhuma dívida é cancelada juntamente com o cartão. Mesmo que você consiga cancelar o seu cartão tendo ainda dívidas ou parcelas, saiba que o cancelamento por si só não elimina o dever de pagar o que deve. Mais cedo ou mais tarde esta conta vai chegar.

4 – Não se esqueça de destruir fisicamente o seu cartão. Apesar de já tê-lo cancelado (o que evitaria o uso deste mesmo em caso de perda), nunca é demais se precaver.

5 – Anote o famoso ‘número do protocolo’, aquela sequência de números que parece não acabar mais. Ela é a sua prova de que você já pediu o cancelamento.

6 – Não aceite novos cartões! De nada adianta passar por todo este trabalho de cancelamento, se depois de pouco tempo você já aceita utilizar aquele cartão recebido pelo correio (geralmemte sem prévia solicitação do cliente). Lembre-se que as instituições financeiras devem assegurar o encaminhamento do cartão de crédito ao domicílio do cliente ou a sua habilitação somente em decorrência de sua expressa solicitação ou autorização.

VEJA TAMBÉM:
- Pagamento mínimo da fatura do cartão de crédito: não caia nessa!


– Como pedir um ‘estorno’ do Cartão de Crédito?

- Alternativas para quem não consegue pagar o Cartão de Crédito

- Antes de parcelar a fatura do cartão de crédito, estude outras alternativas

 

Caso queira comentar este e outros textos, por favor, encaminhe uma mensagem para contato@minhaseconomias.com.br