Dentre os 35 principais fundos DI (curto e longo prazos) dos seis maiores bancos de varejo (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Itaú Unibanco, Santander e HSBC), com valores de investimento inicial iguais ou inferiores a R$ 10 mil, 19 apresentaram rendimento inferior à caderneta de poupança. Como o período de análise é de um ano e a poupança já é isenta de imposto de renda, ajustamos sua taxa de retorno pela alíquota de imposto de renda (IR) de 17,5% de modo a poder compará-la com os demais investimentos, que são tributáveis.

No gráfico abaixo, podemos ver claramente que os fundos com baixa rentabilidade encontram-se principalmente na faixa de investimento inicial abaixo de R$ 2 mil, justamente aqueles que cobram taxas de administração mais altas.

Rentabilidade Fundos DI 2011 - até R$ 10 mil

Quando incluímos na amostra os fundos DI que aceitam aplicações de até R$ 100 mil (26 fundos adicionais), vemos que estes tiveram rentabilidades superiores aos fundos anteriores, sendo que nenhum destes fundos apresentou rentabilidade inferior à poupança. Por outro lado, nenhum deles apresentou rentabilidade superior ao CDI.

Rentabilidade Fundos DI 2011 - até R$ 100 mil

Os fundos DI dos grandes bancos que apresentaram rentabilidade superior ao CDI em 2011 foram aqueles que investem em crédito privado e tem baixíssima taxa de administração, ou seja, aqueles que investiram em ativos de maior risco e, ao mesmo tempo, apresentaram menores custos.

Quer ver se o seu fundo DI apresentou um bom desempenho? Confira o Comparador de Fundos DI do Minhas Economias para ver como ele foi.

Caso queira comentar este e outros textos, por favor, encaminhe uma mensagem para contato@minhaseconomias.com.br ou entre em contato pelo formulário do site.