Muito se fala sobre os altíssimos juros cobrados no Brasil, seja no parcelamento da fatura do cartão de crédito, no cheque especial ou nos financiamentos e empréstimos em geral.

Mas como tudo na vida tem seus dois lados, há também um lado bom: se você tem um dinheiro sobrando, que possa ser investido, você pode passar a receber estes mesmos juros altos (para ser bem sincero, você receberá sempre um pouco a menos, mas isso fica para um próximo texto) !

Ou seja, você tem que deixar de ser Comprador e passar a ser Vendedor!

Vamos explicar.

A lógica é bem simples: nas finanças, assim como no comércio em geral, há sempre duas partes envolvidas:

1) Os Compradores: aqueles que querem ou precisam comprar “alguma coisa”
2) Os Vendedores: aqueles que possuem esta “alguma coisa” para vender

No caso, esta “alguma coisa” que está sendo negociada é o DINHEIRO. Ou, para ser mais exato ainda, é o DINHEIRO no TEMPO.

Rotina dos Compradores

Por exemplo, se você precisa de dinheiro AGORA (para comprar um carro, um imóvel, ou pagar as contas em geral que estão vencendo), você precisa “comprar” (ou emprestar) esse dinheiro de alguém que possui este valor disponível imediatamente. E só vai devolver este dinheiro no FUTURO, digamos em 90 dias.
Por esta antecipação de 90 dias, você irá pagar os juros. Como sabemos, quanto maior o tempo que se demora para devolver este dinheiro, mais se paga de juros.

Seja um Vendedor

Mas se você tem uma certa quantia de dinheiro guardada, da qual você não vai precisar imediatamente, então você tem um produto que pode ser vendido!

Você pode emprestar este dinheiro diretamente para alguém, mas os riscos desta operação seriam muito altos, e talvez até a operação em si poderia ser considerada ilegal.

Assim, a melhor opção é achar um intermediário: por exemplo, os Bancos. Eles são os responsáveis por unir os vendedores e os compradores:
– os vendedores aplicam seu dinheiro nas diversas opções de investimento do banco, recebendo uma remuneração por isso
– os compradores tomam empréstimo, que nada mais é que o dinheiro dos investidores.

De que lado ficar?

É claro que esta explicação é uma simplificação bastante grande de todos os processos financeiros envolvidos. Há muitas outras variáveis, riscos e opções a serem exploradas.

Mas por hora, o que queremos passar é que é muito importante que você tenha algum dinheiro sobrando, o mais rapidamente possível! Só assim você poderá “emprestá-lo” e ganhar os merecidos juros!