De tudo o que temos estudado e vivenciado em nossas vidas até o momento, já ficou bem claro para nós que o êxito em qualquer desafio ou situação-problema depende, primordialmente, do nosso estado de espírito que, por sua vez, é alimentado pelos pensamentos que escolhemos ter em razão do livre-arbítrio que nos confere liberdade absoluta para fazermos as nossas escolhas.

Isso nos torna criadores da nossa realidade interior deixando-nos, por exemplo, serenos ao cultivarmos pensamentos de aceitação ou revoltados quando a escolha é pela não-aceitação da realidade como ela se apresenta.

Mas além de sermos criadores da nossa realidade interior, existem também forças naturais decorrentes de leis imutáveis como a da gravidade, da ação e reação, da atração, da evolução das espécies, etc., que nos tornam, também, criadores da nossa realidade exterior quando os nossos pensamentos são plasmados materilizando-se na concretização, voluntária e consciente, de nossos sonhos ou, de modo involuntário e inconsciente, como é o caso do surgimento de doenças psicossomáticas.

Sabendo disso e da importância desses conceitos para os nossos propósitos de sucesso não apenas como como traders e investidores, mas também na vida, dedicamos um tempo considerável ao conhecimento da natureza e da mente humanas para nos conhecermos cada vez mais e nos alinharmos a essas forças naturais já que ir contra essas forças, muito superiores às nossas, provoca imenso desgaste físico, emocional, psíquico e financeiro.

E, na seara da psicologia, gostaríamos de abordar um conceito essencial para o sucesso de um trader ou investidor, mas que também costuma ser muito mal compreendido pela maioria e que tem nos auxiliado a incorporar uma mentalidade mais voltada para esse tipo de desafio.

Em geral, as pessoas acreditam que pelo simples fato de exercerem uma atividade que envolve riscos, desde um piloto de Fórmula 1 a um trader de ações, commodities ou opções ou um simples investidor, já estão assumindo tais riscos. Porém, o que ocorre é que quando o risco se concretiza, elas se veêm surprendidas com a tal “possibilidade que parecia tão remota”, e sentem uma dor emocional muito grande e até inimaginável ao se defrontarem com as consequências advindas da escolha que fizeram ao se engajarem naquela atividade ou investimento de risco.

Em face dessa observação, citamos a seguinte conclusão de Mark Douglas em Trading in the Zone, que descreve com muita propriedade o que significa, efetivamente, assumir o risco:

( Tradução livre: veja o texto original em inglês logo abaixo)

“Assumir o risco significa aceitar as consequências dos seus trades sem desconforto emocional ou medo. Isso significa que você deve aprender como pensar sobre o seu trading e como se relaciona com os mercados de tal modo que a possibilidade de estar errado, de perder, de deixar passar uma oportunidade ou deixar dinheiro na mesa não acione os mecanismos de defesa mental que o tire do fluxo de oportunidades. Não lhe fará nenhum bem montar um trade se estiver com medo das consequências porque seus medos irão influenciar na sua percepção das informações e em seu comportamento de forma a levá-lo a criar a experiência que você mais teme, aquela que você está tentando evitar.”

“Accepting the risk means accepting the consequences of your trades without emotional discomfort or fear. This means that you must learn how to think about trading and your relationship with the markets in such a way that the possibility of being wrong, losing, missing out, or leaving money on the table doesn’t cause your mental defense mechanisms to kick in and take you out of the opportunity flow. It doesn’t do you any good to take the risk of putting on a trade if you are afraid of the consequences, because your fears will act on your perception of information and your behaviour in a way that will cause you to create the very experience you fear the most, the one you are trying to avoid.”

Texto Original: Eliane Ino Fujikawa Tokunaga

Eliane Ino Fujikawa Tokunaga – Proprietária
Babylon Capital Management
eliane@babyloncapital.com.br