Continuamos hoje com o nosso Guia de Investimento, explicando um pouco das principais características dos investimentos que você deve conhecer para conseguir classificá-los.

Neste capítulo falaremos um pouco sobre a Tributação e os Custos Operacionais dos investimentos .

Tributação

Analise também como o seu investimento será tributado, ou seja, o quanto e quando você terá que pagar de impostos relativos aos ganhos obtidos. Isto irá influenciar a sua taxa de retorno final, ou seja, o quanto você efetivamente receberá ao final do prazo investido . Por exemplo, ao investir R$ 10 mil a uma taxa de retorno de 10%, você terá uma renda de juros de R$ 1 mil (renda bruta). No entanto, se há uma cobrança de 20% de imposto de renda, a sua renda final efetiva (renda líquida) será de apenas R$ 800, o que lhe dá um retorno de apenas 8% no período.

A tributação sobre investimentos varia de acordo com o prazo investido e o tipo de investimento (renda fixa ou renda variável), além de ter diferenças específicas em certos tipos de investimentos como fundos e previdência privada. A seguir apresentaremos algumas destas tributações:

Tabela 1 – Fundos de longo prazo e aplicações de renda fixa, em geral:

Prazo

Alíquota

Até 180 dias

22,5%

De 181 até 360 dias

20,0%

De 361 até 720 dias

17,5%

Acima de 720 dias

15,0%

Obs.: Fundos de longo prazo são fundos cujos títulos têm prazo médio superior a 365 dias e que possuem menos de 67% de seu patrimônio em ações.

 

Tabela 2 – Fundos de curto prazo

Prazo

Alíquota

Até 180 dias

22,5%

Acima de 180 dias

20,0%

Obs.: Fundos de curto prazo são fundos cujos títulos têm prazo médio inferior a 366 dias e que possuem menos de 67% de seu patrimônio em ações.

 

Tabela 3 – Fundos de ações e ações

– 15%

 

Tabela 4 – Alíquota progressiva de imposto de renda da pessoa física para o ano-calendário de 2013

Base de cálculo anual em R$

Alíquota %

Até 20.529,36

-

De 20.529,37 até 30.766,92

7,5

De 30.766,93 até 41.023,08

15

De 41.023,09 até 51.259,08

22,5

Acima de 51.259,08

27,5

 

Tabela 5 – Alíquota regressiva de imposto de renda

Prazo

Alíquota

Até 2 anos

35%

A partir de 2 até 4 anos

30%

A partir de 4 até 6 anos

25%

A partir de 6 até 8 anos

20%

A partir de 8 até 10 anos

15%

A partir 10 anos

10%

 

Tabela 6 – Alíquota IOF

Número de dias

Alíquota

Número de dias

Alíquota

Número de dias

Alíquota

1

96%

11

63%

21

30%

2

93%

12

60%

22

26%

3

90%

13

56%

23

23%

4

86%

14

53%

24

20%

5

83%

15

50%

25

16%

6

80%

16

46%

26

13%

7

76%

17

43%

27

10%

8

73%

18

40%

28

6%

9

70%

19

36%

29

3%

10

66%

20

33%

30

0%

 

Custos operacionais: Outro fator muito importante que afetará o seu retorno total. As instituições financeiras geralmente cobram taxas que representam a cobrança de uma remuneração pelo serviço de gerenciamento e controle do dinheiro que você investiu ou mesmo a “guarda” dos títulos adquiridos. No caso de fundos de investimento, tem-se a taxa de administração, a qual varia muito de acordo com o volume inicial de aplicação, tipo de fundo, etc. No caso de investimentos em ações, tem-se a taxa de corretagem, taxa de custódia, emolumentos, etc.