Dentre as diversas opções de investimento ofertadas pelos bancos, uma das mais acessadas é o CDB-DI. No entanto, muita gente desconhece como a sua remuneração é calculada. Um cliente que tem apenas R$ 100 para investir, geralmente se depara com uma rentabilidade de cerca de 80% do CDI. A primeira dúvida que surge é: o que vem a ser o CDI?

Bom, o CDI ou certificado de depósito interfinanceiro é um instrumento financeiro que possibilita a troca de recursos entre instituições financeiras. A taxa utilizada como parâmetro de remuneração dos CDBs-DI e de diversos produtos financeiros é a taxa média das operações interbancárias prefixadas com prazo de um dia útil, também conhecidas por CDI-over. Esta taxa é apurada e divulgada diariamente pela CETIP), que é a entidade onde as operações de CDI são registradas.

Como exemplo de cálculo, vamos supor que um investidor tenha aplicado R$ 1.000 no dia 13 de junho de 2011 em um CDB-DI a uma taxa de 85% do CDI. Qual terá sido o saldo de seu investimento em 21 de junho de 2011? Coletando as taxas médias do CDI-over no próprio site da CETIP, temos um saldo de R$ 1.002,32, como ilustramos abaixo.

sh01-jun-21-2111

Para ilustrar como chegamos a este valor, exemplificamos o cálculo do saldo referente ao dia 14/06/2011, o qual pode ser replicado para os demais dias:

sh01-jun-22-1626

Por fim, vale ressaltar que as taxas do CDI são divulgadas na convenção DU/252, onde “DU” representa o número de dias úteis. Desta forma, a apropriação de juros nas operações indexadas a esta taxa são realizadas apenas nos dias úteis, considerando-se um ano padrão de 252 dias úteis. É por isto que o fator anual (1 + 12,07%) é elevado à fração 1/252, para se chegar à taxa ao dia.

Caso queira comentar este e outros textos, por favor, encaminhe uma mensagem para contato@minhaseconomias.com.br