Em tempos de crise como o atual, quem tem dinheiro é rei! Quem fez a lição de casa nos últimos anos e conseguiu poupar, pode agora aproveitar a grande alta de juros. Apesar da situação atual de nossa economia não ser das melhores, mesmo nestes tempos de crise é preciso cuidar dos Investimentos. Selecionamos algumas questões de nosso site de Perguntas e Respostas sobre este tema e vamos reproduzi-las aqui.

1. Onde investir R$ 150 mil a longo prazo?

Antes de fechar qualquer negócio com o seu próprio banco compare as taxas oferecidas por ele com outros bancos menores e também nas corretoras de investimento. Normalmente os bancos maiores oferecem as menores taxas de juros porque muita gente os procura.

Através de uma corretora ou banco menor, você poderá encontrar ótimas taxas de retorno com a mesma segurança que os grandes bancos (principalmente se o valor investido ficar abaixo dos R$ 250 mil cobertos pelo FGC – Fundo Garantidor de Créditos).

Além disso, é importante definir o seu perfil de investidor e saber quanto e quando você vai precisar do seu dinheiro. Isso facilitará a distribuição entre investimentos conforme seus prazos de curto, médio e longo prazo. Caso realmente não saiba o que fazer agora, uma alternativa à poupança é o Tesouro Selic que paga a taxa SELIC menos o IR e taxas.

2. Sou trabalhador autônomo e gostaria de ter um dinheiro para quando eu me aposentar. O que é melhor: investir a longo prazo na Previdência Privada ou Consorcio Imobiliário?

Opinião de um leitor: Nenhum dos dois e vou explicar os motivos. No caso de Previdência Privada, você vai depositar seu dinheiro no banco e ele vai fazê-lo render para um bom valor mas vai te pagar uma pequena parcela sobre isso.

No consórcio você tem mais chances de sair no prejuízo do que no lucro. Acompanhe o raciocínio. Se você é uns dos 30% primeiros sorteados, legal! Você fez um empréstimo a juros de consórcio, que é barato. Nesse caso, você sai no lucro. Se for um dos últimos 30% sorteados, você emprestou dinheiro (pagou todos os meses os boletos) e não recebeu nada de valorização por este empréstimo.

Se você foi sorteado no meio do consórcio não teve muito lucro ou prejuízo nessa operação e por isso não acho muito vantajoso uma vez que se precisar desse dinheiro para uma emergência, não vai consegui-lo.

Nesses casos, para aposentadoria, aconselho o Tesouro Direto. O seu gerente do banco não vai te oferecer essa forma de investimento porque o banco não ganha nada com isso. Mas é uma excelente forma de investir se você tiver mais de 30 reais. Entre no site www.tesourodireto.com.br e leia mais aqui no fórum .

 

2

 

E agora só como curiosidade, veja esta pergunta de cerca de 2 anos atrás! Naquela época, a Poupança ainda podia ser um bom investimento em alguns casos, algo que nos dias de hoje já não acontece.

3. Tenho R$ 10 mil que estão aplicados na poupança, queria saber se vale a pena sair da poupança e aplicar em algum fundo de investimento?

Se você tem a poupança “antiga”, aquela em que pagava 0,5% ao mês mais a TR, evite resgatar os valores! Este rendimento é muito bom, principalmente nos dias de hoje em que a taxa SELIC está baixa.

Apesar da TR estar muito baixa, o fato da poupança não pagar taxa de administração nem imposto de renda fazem com que o 0,5% ao mês seja bom, principalmente se os valores aplicados não são muito altos.

Com relação à “nova” poupança, que rende 70% da SELIC mais a TR, esta poderia ser resgatada, pois seu rendimento se aproxima das outras aplicações em renda fixa.