O sonho de muita gente é ganhar dinheiro … de preferência muito dinheiro. Mas, o que você vai fazer quando chegar lá? Imagine este cenário: você tem 75 anos e um patrimônio de mais de 25 bilhões de dólares. Será que ainda continuaria a trabalhar, a procurar novos negócios, ou ‘daria um tempo’ e se dedicaria somente ao lazer e a aproveitar a vida?

Vai ser extremamente difícil juntar 1 bilhão de dólares. Agora, 25 bilhões já é algo “impossível”. Com muito menos que isso, digamos alguns milhões de reais, muita gente já estaria pensando em parar de trabalhar, aposentar e curtir a vida.

Focar só no dinheiro pode não funcionar.

Mas, talvez seja este um dos motivos pelos quais a maioria das pessoas não acumula um grande patrimônio: elas estão interessadas somente no dinheiro em si e não em gerar negócios lucrativos e duradouros.

O dinheiro e o patrimônio pessoal devem ser uma consequência, um indicador de que você está realmente fazendo algo inovador e que agregue valor às pessoas. E, claro, fazendo isso com ética e dentro da legalidade.

75anos_25bilhoes_interior

É por isso que os grandes homens de negócio, seja no Brasil ou no mundo, continuam trabalhando até quando a saúde lhes permitir.

Qual é a motivação?

A motivação destas pessoas especiais não está só na riqueza: aliás, depois de um certo valor, a acumulação de mais dinheiro já não tem mais sentido nenhum, já que este dinheiro não poderá ser gasto.

O que realmente motiva é realizar um grande trabalho e deixar sua marca na sociedade.

Mas isso provavelmente todo mundo já sabe e é uma dica bem difundida em vários textos sobre Finanças Pessoais. O problema é colocar isso em prática.

Então podemos deixar o Orçamento de lado e focar em criar negócios?

Não! Em primeiro lugar, enquanto você não tiver um negócio ou emprego bem lucrativo, você tem que se preocupar com as suas Finanças Pessoais.
Depois, não há garantia nenhuma de que você realmente vai conseguir ter sucesso nas suas empreitadas. Na verdade, estatisticamente somente pouquíssimas pessoas ficam realmente ricas na vida, a ponto de não precisarem se preocupar em ter algum tipo de Planejamento Financeiro.

Não é um cenário fictício.

A propósito, existe sim uma pessoa com 75 anos, mais de 25 bilhões de dólares e que ainda está ativo, buscando novas oportunidades e negócios: Jorge Paulo Lemann.