O Natal está chegando e um tema corriqueiro é buscar dicas para economizar nas compras dos presentes e lembranças natalinas! Mas, e se invertêssemos um pouco esta história? A sugestão é deixarmos de ser tão egoístas, pensando somente em nós mesmos, e focarmos um pouco no Papai Noel. Uma pergunta que sempre fiz é: será que o Papai Noel também tem que economizar?

É claro que este texto é bem fictício, mas ainda assim ele pode ser muito útil. Vamos analisar alguns aspectos de nossa vida financeira e imaginar se o ‘bom velhinho’ tem os mesmos desafios que enfrentamos diariamente!

Papai Noel Economico

1. Papai Noel tem que fazer Controle Financeiro?
É bem verdade que o Papai Noel tem que produzir uma série de presentes, em quantidade quase infinita. E, depois, ainda tem que pensar em como distribuir todos eles. Fora manter o pessoal para ler e responder as cartas, definir prioridades, embrulhar presentes, etc.

Só com isso, seria óbvio dizer que, SIM, o Papai Noel teria que ter um rígido controle financeiro de suas contas, similar ao de uma grande empresa.
Mas ele é o Papai Noel … muito provavelmente deve ter uma fonte infindável de matérias primas para fabricar os presentes e seus anões (ou duendes) não precisam de descanso … bem como as renas aladas.

E você, tem tudo isso que o Papai Noel tem? Pois é, não se iluda … VOCÊ PRECISA DE UM CONTROLE FINANCEIRO!

2. Papai Noel tem que se preocupar com a Aposentadoria?
Eu não posso afirmar, mas, ao que parece, o Papai Noel já nasceu idoso. Porém, ele tem uma grande vantagem: ele não envelhece. Por isso, eu tenho quase certeza de que ele não se preocupa com a Aposentadoria.

Afinal, para quê? Ele tem um emprego garantido para o resto da vida, a não ser que esta nova geração de jovens invente algum outro ícone de natal, o que é pouco provável (pensando bem, é bom o Papai Noel colocar suas barbas de molho ….).
Ele não precisa se preocupar em como vai pagar as contas para cuidar de sua saúde ou para sua alimentação. Nem mesmo o lazer é algo crítico: o Natal já é sua grande curtição e ele pode viajar para onde quiser, voando!

E você, tem tudo isso que o Papai Noel tem? Pois é … VOCÊ PRECISA SE PREOCUPAR COM A APOSENTADORIA!

papainoel_economico_interior

3. Papai Noel tem que guardar dinheiro para Imprevistos?
Um dos pilares da Educação Financeira é a necessidade de guardar um dinheiro para Imprevistos: um problema de saúde que o incapacite de trabalhar ou uma necessidade de dinheiro imediata e não planejada, como um acidente de carro não coberto pelo seguro.

E o Papai Noel, tem que se preocupar com isso? Pelo que sabemos, nem ele, nem sua ‘família’ (os anões e as renas) ficam doentes. E também a sua ‘carruagem alada’ não corre o risco de acidentes ou problemas mecânicos.
MAS VOCÊ NÃO TEM ESTAS GARANTIAS. VOCÊ TEM QUE TER UM DINHEIRO GUARDADO PARA OS IMPREVISTOS.

4. Papai Noel é um Consumista?
Uma boa pergunta. Papai Noel é um cara que tem que trabalhar o ano inteiro. Não tem muito tempo para o lazer, mesmo as viagens que faz ao redor do mundo é ‘a trabalho’. E tenho certeza que ele não tem tempo para ficar passeando nos ‘shopping centers’ ou ‘surfando’ na internet à busca de liquidações.

Ele também não tem muitos amigos, familiares e nem frequenta festas. Assim, não busca o famoso ‘status social': as pressões sociais que ajudam a levar ao consumismo não afetam o bom velhinho.

Você com certeza já viu o Papai Noel no shopping center, mas ele nunca está comprando nada! Não está nas lojas provando um novo terno branco e vermelho, nem nas lojas de sapato buscando a bota recém lançada na última coleção. E muito menos na loja de celulares, em busca do último modelo de aparelho telefônico (que de ‘telefônico’ mesmo tem muito pouco agora).

Também não está naquela barbearia ‘chic’, retocando a famosa barba branca, nem na lanchonete saboreando um lanche gorduroso com batatas fritas e milk-shake de chocolate de sobremesa.
BEM, ISSO É ALGO QUE PODERÍAMOS APRENDER COM O PAPAI NOEL!

5. Papai Noel é um bom Investidor?
Como ele não tem salário e não precisa se preocupar com a aposentadoria, ele não deve ter um ‘colchão’ (nem um saco) de dinheiro para investir. Por isso, ele não precisa se preocupar em escolher o investimento de acordo com o perfil e objetivos próprios, analisar taxas cobradas pelas instituições financeiras, ponderar rentabilidade com risco de cada opção, etc.

Ele simplesmente trabalha arduamente o dia inteiro!
MAS VOCÊ, NÃO! SABER INVESTIR É TÃO IMPORTANTE QUANTO CONSEGUIR POUPAR.

Resumindo, para nós que não nascemos como Papai Noel, o que nos resta é manter os pés no chão e investir em nossa Educação Financeira! E não adianta pedir isso de Natal (conhecimento ‘de graça’)! Como vimos acima, ele, o Sr. Noel, não é a pessoa com mais experiência nesta área de controle financeiro!