Comprar ações é um investimento que dá bom retorno no longo prazo. Será mesmo? A idéia por trás disso é que investir em ações de uma empresa significa ser sócio da mesma e ao sinalizar que ela pode ter um bom desempenho, o investidor poderá ter bons dividendos e também uma valorização das ações, aumentando o valor de seu patrimônio.

Bolsa: investimento de longo prazo

O propósito deste texto é ilustrar que comprar uma cesta de ações e ‘sentar’ em cima, não necessariamente gera bons retornos no longo prazo. Um bom exemplo disso é o índice Nikkei 225, principal indicador da bolsa de valores de Tokyo, que se encontra no mesmo patamar de 15 anos atrás, mesmo com valorizações significativas recentes.

O gráfico abaixo mostra um comparativo entre investimentos no índice Bovespa e no CDI-over. Diferentemente de outros gráficos tradicionais, este mostra os valores que cada investidor teria ao aplicar R$ 100 em uma certa data e tivesse mantido o investimento até o dia 14/08/2009. Os preços do índice Bovespa utilizados são o de fechamento e as taxas de CDI são as médias diárias divulgadas pela Cetip. A valorização apresentada é bruta, isto é, sem descontar imposto de renda e custos operacionais.

screenhunter_01-aug-17-1706

Para ajudar a entender melhor, um exemplo:
– quem investiu R$ 100 no índice Bovespa em 10/09/1998, em 14/08/2009 teria R$ 1.189,62 . Para este mesmo período, o investimento de R$ 100 no CDI valeria R$ 592,81.
– por outro lado, para R$ 100 investidos em 08/07/1997, o investimento no CDI valeria R$ 778,50 e no Ibovespa apenas R$ 415,94.
Veja na tabela abaixo:

Aplicação de R$ 100,00 em:CDIIBOVESPA
08/07/1997 até 14/08/2009778,50415,94
10/09/1998 até 14/08/2009592,811.189,62

 

O gráfico mostra claramente que aqueles que entraram em momentos de grande euforia na bolsa tiveram retorno menor do que aqueles que foram mais conservadores aplicando em títulos indexados ao CDI, mesmo considerando um prazo longo, de 11 a 12 anos. Entretanto, é bom salientar que o Brasil tem um longo histórico de altas taxas de juros e de inflação e há uma grande expectativa de que as taxas tendam a se estabelecer em patamares mais baixos. Com isso, ter altos retornos apenas com investimentos conservadores não parece ser mais plausível.

Concluindo, não tome decisões precipitadas e não invista com base apenas em informações passadas. Ações podem ser uma ótima opção de investimento, mas exigem, como tudo na vida, estudo, dedicação e planejamento.

Caso queira comentar este e outros textos, por favor, encaminhe uma mensagem para contato@minhaseconomias.com.br