Com as altas na Taxa Selic iniciadas há pouco mais de dois anos, as taxas de juros de diversas modalidades de crédito continuam subindo. Neste último mês de abril, a taxa média de juros do cheque especial apurada pelo Banco Central do Brasil atingiu seu maior nível desde dezembro de 1995, há quase 20 anos. A taxa do mês de abril/15 ficou em 225,96% ao ano. Trata-se de uma alta muito rápida se compararmos com a taxa apurada em maio de 2013: 136,47%. Em pouco menos de dois anos, esta taxa subiu quase 90 pontos percentuais!

Se olharmos apenas o spread entre a taxa média do cheque especial e a taxa Selic média, o atual patamar desta taxa de juros fica ainda mais gritante. Trata-se do maior spread apurado na série histórica inteira: 189,35% ao ano!

 

Taxa de juros abr-15 - cheque especial

Taxa de juros abr-15 – cheque especial

 

Outra modalidade com taxas de juros bastante elevadas, senão a mais elevada, é o crédito rotativo do cartão de crédito. A taxa média anualizada em abril chegou a 347,54%, recorde de toda a série histórica (que se inicia em mar de 2011). Para aqueles que continuam caindo na armadilha do pagamento parcial da fatura do cartão, vale a dica de que sai muito mais barato pegar um outro tipo de empréstimo e pagar integralmente a fatura, do que rolar o restante da fatura para o mês seguinte.

 

Taxa de juros abr-15 - cartão de crédito rotativo

Taxa de juros abr-15 – cartão de crédito rotativo

 

Em relação ao pagamento parcelado do cartão de crédito, o qual costuma ser uma opção melhor do que o pagamento parcial da fatura, a taxa média anualizada chegou a 114,55%, maior taxa desde setembro de 2012.

 

Taxa de juros abr-15 - cartão de crédito parcelado

Taxa de juros abr-15 – cartão de crédito parcelado

 

O crédito pessoal não-consignado é uma das formas de empréstimo mais populares e, por não contar com garantias, costuma ter taxas de juros salgadas, mas bem abaixo das taxas do cheque especial e do rotativo do cartão. Esta modalidade de crédito também apresentou taxa recorde em abril, chegando a 113,33% ao ano, maior valor da série histórica, que se inicia em março de 2011. Analisando o spread em relação à taxa Selic média, este valor também bateu o seu recorde em abril ao atingir o valor de 89,37% ao ano.

 

Taxa de juros abr-15 - crédito pessoal

Taxa de juros abr-15 – crédito pessoal

 

Por fim, as taxas de juros do financiamento de veículos também vêm subindo nos últimos meses, mas ainda estão longe de seus recordes históricos (cujos picos ocorreram em 2003). A taxa anualizada passou de 19,47% em junho de 2013 para 24,55% em abril de 2015. Na comparação com a taxa do mês de março de 2015, ela se manteve praticamente estável, com ligeira queda de 0,12 pontos percentuais. Em relação ao spread,

 

Taxa de juros abr-15 - financiamento veículos

Taxa de juros abr-15 – financiamento veículos

 

Caso queira comentar este e outros textos, por favor, encaminhe uma mensagem para contato@minhaseconomias.com.br