Responda rápido: Você conseguiria viver 10 dias sem acesso à internet? Tenho quase certeza de que muita gente responderia NÃO! Mas, se a pergunta fosse: Você conseguiria viver 10 dias sem acesso à Internet Rápida? Bem, neste caso é provável que tenhamos um ou outro SIM! O que importa aqui é que você pode economizar um bom dinheiro com uma internet ‘não tão rápida’. Como?

Para os que não são tão novos, vão lembrar que, no início dos tempos da internet, a conexão era realmente lenta. Havia a conexão via a linha telefônica, que fazia aquele barulho característico ao se conectar. E era muito devagar!! Hoje em dia esta situação mudou e não é difícil encontrar conexões muito rápidas …. mas a contrapartida desta comodidade é que o custo a ser pago é proporcional à velocidade.

Se você está passando por uma situação financeira não tão tranquila, este seria um bom momento para analisar as alternativas para economizar mais com sua conexão à internet. Aqui, vamos dar algumas dicas:

1. “Use menos Internet”.
É simples assim, mas é primordial. Da mesma forma que para emagrecer é preciso comer menos, também no caso da internet não há milagres: é preciso usar menos para abrir a possibilidade de alguma economia.

E não estamos falando aqui apenas no tempo que você passa conectado, mas principalmente de como você usa esta conexão. Tudo aquilo que exige muito tráfego de dados irá, de alguma forma, encarecer os seus custos de internet. Por exemplo: assistir filmes pela internet ou canais de televisão, ou então ouvir muita música. Fazer ‘downloads’ de arquivos enormes, como jogos ou programas da internet também são considerados vilões na transmissão de dados.

Quanto maior o tráfego de dados pela internet, maior o volume de dados transmitidos e também maior a necessidade de velocidade nesta transmissão. E são exatamente estes dois pontos (quantidade transmitida e velocidade) que encarecem a sua conta!

Há exceções? Sempre existem. Por exemplo, muita gente usa a internet para substituir, sempre que possível, o uso do telefone. Para quem tem parente que mora no exterior, por exemplo, sai muito mais barato! Mas, mesmo neste caso, você não precisa ter uma internet de super velocidade!

internet_veloz_interior

2. Diminua o seu Plano de Internet
Se você cumpriu com o item (1) acima, já pode ir para o passo seguinte. Ligue para o seu provedor de conexão à internet e diminua o valor do seu plano. Para isso, você irá também perder alguma coisa: ou na velocidade de transmissão, ou na quantidade de dados transmitidos que poderá usar.

No início, pode ser que você sinta um certo incômodo, afinal ninguém gosta de ‘perder’ uma comodidade! Mas, pense no seu orçamento e saiba que o sacrifício vale a pena. E, depois de algum tempo, você irá acostumar com a nova situação.

3. Cancele o seu Plano de Internet!
Calma! Não estamos falando para você cancelar todos os seus planos de internet! Mas, o que acontece é que normalmente as pessoas tem mais de um tipo de conexão. Por exemplo, é muito comum ter uma conexão via cabo, em casa, e também ter a conexão 3G no celular.

Como estas conexões normalmente estão agrupadas com outros tipos de serviço, como a TV a cabo e as chamadas de telefone, é mais difícil separar exatamente quanto se gasta com cada uma das conexões à internet. Mas pode ter certeza que não é pouco.

Se o seu orçamento ainda estiver ‘estourado’, o ideal é ficar com somente um tipo de conexão, de preferência a mais barata.

4. Use a Internet do vizinho!
Não, não faça isso! Foi só uma brincadeira …. a não ser que o seu vizinho seja algum parente ou alguém muito próximo a você. E, ainda assim, sempre há o risco de haver algum atrito quando ‘um lado estiver usando muito mais que o outro lado’. É tentador, os custos seriam menores, mas não recomendamos esta prática!

E você, tem alguma outra dica? Mande para nós! contato@minhaseconomias.com.br