A decisão de trocar de emprego nos dias de hoje não deixa de ser um grande luxo, afinal tem muita gente lutando para ter ao menos a oportunidade de trabalhar. Ainda assim, quem tem que escolher entre duas opções de ocupação também acaba passando por momentos de ansiedade.

Isto porque os empregos podem ter vantagens e desvantagens que não são diretamente comparáveis entre si. Por exemplo, um deles pode pagar muito bem enquanto o outro é em uma atividade que você realmente goste e acredita ter aptidão.

Como então contrapor as diferentes características de cada oferta de trabalho? Há vários aspectos a analisar, não fique apenas na questão do salário.

Benefícios.

Esta é mais óbvia, mas importante. Analise detalhadamente todos os benefícios que cada empresa irá lhe oferecer.

trocar_emprego_interior

Por exemplo, todos podem oferecer um plano de saúde, porém é preciso entender o valor que será descontado de você, como é a política para estender o plano aos seus familiares e principalmente a qualidade da rede de atendimento oferecido. Neste quesito, não analise apenas a ‘marca’ do plano de saúde: peça informações específicas do que será oferecido ao seu cargo, já que os níveis de atendimento oferecidos podem ser diferentes.

Entenda também os outros benefícios que você terá: planos de aposentadoria, auxílios, treinamentos, dias de folga, reembolsos diversos (como estacionamento e cursos), etc.

Localização.

Não adianta ganhar muito mais dinheiro em um emprego se você irá gastar 2 horas para conseguir chegar até lá. Fora o custo adicional com o transporte, você estará desperdiçando um dos maiores bens que temos na vida: o tempo.

É claro que desistir de um trabalho dos sonhos simplesmente devido à sua localização não é algo 100% recomendável. Apenas tenha consciência de que isto irá requerer um esforço extra de sua parte.

Cultura da Empresa.

Antigamente este item era algo quase negligenciável, afinal ninguém falava neste tema e as empresas eram mais parecidas entre si. Mas atualmente isto é algo tão importante quanto o salário.

Acreditar de modo verdadeiro na cultura da empresa é uma questão de sobrevivência: de um lado, isto fará com que você alcance um nível de realização pessoal que certamente lhe renderá melhores resultados. E por outro lado, a própria empresa é capaz de identificar quem tem está mais ou menos alinhado à sua cultura.

Outros itens a considerar.

Há vários outros aspectos a analisar, vamos dar alguns exemplos aqui:

– A empresa tem uma boa reputação no mercado?

– Houve notícias demissões recentes?

– Os empregados atuais fazem muita hora extra?

– A empresa oferece horário de trabalho flexível ou ‘home office’ em determinados dias?

– Há muita rotatividade na empresa ou os atuais funcionários trabalham por um bom tempo lá?