Com a possibilidade de resgatar os recursos das contas inativas do FGTS, muito tem se falado sobre o baixo rendimento dele. Enquanto a poupança remunera TR + 6%, o que já é uma ganho baixo, o FGTS remunera ainda menos: TR + 3%. Mas, o que isto representa de rentabilidade? É tão ruim assim?

Para podermos demonstrar o quão ruim é a rentabilidade do FGTS, fizemos uma comparação com o IPCA, o principal índice de inflação brasileiro. No gráfico abaixo, exibimos a rentabilidade anual do FGTS e a comparamos com a variação do IPCA nos anos de 1995 a 2016.

FGTS x IPCA - Variações anuais

FGTS x IPCA – Variações anuais

 

Neste período de 22 anos, o FGTS superou o IPCA em apenas 6 anos, boa parte deles no início do Plano Real, quando as taxas de juros eram bastante elevadas enquanto a inflação caía rapidamente. O cenário é ainda pior quando se observa os últimos 10 anos: desde 2007, o FGTS rende menos do que a inflação, o que significa que o FGTS deu prejuízo aos trabalhadores em todos estes anos.

No próximo gráfico, mostramos a evolução do rendimento do FGTS e da variação do IPCA desde o início do Plano Real (julho de 1994).

FGTS x IPCA - Variação absoluta a partir de jun/94

FGTS x IPCA – Variação absoluta a partir de jun/94

 

Este gráfico ilustra como foi o rendimento do recurso depositado no FGTS no início do Plano Real. O que se pode observar, é que, no acumulado ao longo de todos estes anos (mais precisamente, de novembro de 1994 a janeiro de 2016), o FGTS rendeu mais do que a inflação e apenas mais recentemente, com as altas do IPCA em 2015 e no início de 2016, é que o FGTS passou a perder.

No entanto, o gráfico acima não representa muita coisa. Na verdade, os recursos do FGTS são depositados todo mês e o que vimos acima mostra apenas o que ocorreu com os depósitos realizados no início do Plano Real. No próximo gráfico, mostramos as variações absolutas a partir de um determinado mês até janeiro de 2017. Por exemplo, o recurso depositado em julho de 1994 rendeu 437% até janeiro de 2017 (contra um IPCA de 423%). Já o recurso depositado em novembro de 1998, rendeu 142% também até janeiro de 2017 (contra uma variação do IPCA de 230% no período).

FGTS x IPCA - Variação absoluta até jan-17

FGTS x IPCA – Variação absoluta até jan-17

 

Com isto, em janeiro de 2017, todo o dinheiro que foi depositado desde novembro de 1994 até janeiro de 2016 (mais de 21 anos!) rendeu menos do que a inflação, o que significa que todo este montante vale muito menos do que quando foi depositado. Se você tiver a oportunidade de sacar seu dinheiro do FGTS, não pense duas vezes, faça isto o quanto antes!