Jorge Paulo Lemann, atualmente o empresário mais rico do Brasil, tem um mote que repete muitas vezes: “Sonhar grande e sonhar pequeno dá o mesmo trabalho”. Ou seja, o ideal seria sempre sonhar bem grande. E se você alcançar apenas a metade deste objetivo, já estaria excelente! Mas será que isso se aplica às Finanças Pessoais?


De uma maneira geral, sim: normalmente um objetivo muito fácil pode nos desmotivar a buscar conquistas maiores. Por exemplo, se você tiver um objetivo de juntar R$ 1 milhão até os 35 anos, pode dar sorte e conseguir isso aos 30 anos. E aí provavelmente iria começar a pensar em se aposentar.

Mas se o seu objetivo for juntar R$ 30 milhões até os 50 anos … provavelmente você estará na ativa até esta idade!

Mas, para se bem-sucedido, não basta apenas definir um objetivo financeiro bem desafiador. É preciso ter uma certa coerência neste planejamento. Vamos a algumas dicas.

1. Sonhar grande, sim. Mas defina também objetivos intermediários e realísticos.

Como você vai saber que está caminhando na direção certa de seu objetivo? É preciso definir alguns marcos intermediários que você deve alcançar, antes de chegar no “cume da montanha”.

objetivos_financeiros_alcancaveis_interior

E estes marcos devem ser realistas, caso contrário você nunca os alcançará e a desmotivação pode tomar conta de sua alma! E haja resiliência para lidar com isso.

Por exemplo, vamos supor que você defina o objetivo de ter uma casa própria em 15 anos. Só que atualmente você está com uma dívida de R$ 100.000,00, ganhando R$ 5.000 por mês e com despesas de R$ 4.500.

Adianta definir uma meta intermediária de sair das dívidas em 1 ano? De modo honesto, isso realmente é algo fora do imaginável (não impossível, mas pouco provável).

2. Está sob seu controle?

Boa parte de nossa vida não está sob nosso controle, por isso a ‘sorte’ pode ter um papel bem importante no sucesso em atingir nossos objetivos. Por isso, defina objetivos que estejam ‘dentro do seu controle’.

Por exemplo, você pode buscar se tornar o Presidente de uma empresa de grande porte em 10 anos. É algo totalmente alcançável, mas conseguir promoções sucessivas até chegar a este cargo depende de decisões de muitas outras pessoas.

O que se pode fazer para trazer este sonho mais para o seu controle é definir algumas metas, relacionadas a este sonho principal, que possam ser melhor influenciadas por você. Por exemplo, buscar a fluência em línguas estrangeiras e fazer cursos de especialização.

3. Você realmente quer isso para a sua vida?

Muitas vezes, olhamos o ‘vizinho’ e almejamos ter a mesma vida que ele. E a partir desta motivação definimos nossos objetivos. Normalmente esta estratégia não dá certo.

O objetivo só se torna realmente realizável quando ele ‘nasce’ de uma motivação pessoal muito forte.

Querer ficar rico somente por causa do dinheiro em si, ou emagrecer somente para ficar com o corpo da moda, são motivações que não se sustentam. Mas empreender, criar inovação e buscar a saúde, estas sim podem realmente nos fazer agir.