Em tempos de crise, costuma-se cortar em primeiro lugar tudo aquilo que é supérfluo, e o lazer é um dos primeiros itens a serem reduzidos no orçamento doméstico. No entanto, é possível continuar aproveitando os bons momentos que a vida oferece mesmo com pouco dinheiro no bolso.

Muitas das dicas que aqui oferecemos estão relacionadas a novas tecnologias e que podem e devem ser testadas. Um exemplo disto é a troca do material impresso (livros, revistas, jornais) pela sua versão eletrônica ou digital. Ainda ouço muita gente reclamar que não é a mesma coisa e que sentir o papel nos dedos da mão permite uma leitura mais prazerosa, mas, de minha parte, isto é só uma questão de adaptação. E, com o tempo, a nova tecnologia acaba sendo muito mais prática, como discutiremos mais adiante. Vamos às dicas então:

 

Reunir os amigos

Não irei discordar de que encontrar os amigos em um barzinho e passar a noite jogando conversa fora é um dos bons prazeres da vida. No entanto, reunir os amigos em casa pode ser uma opção quando se está com o orçamento apertado. Pode-se combinar previamente para que cada um traga um pouco de comes e bebes e, assim, além de não precisar se preocupar em reservar mesa, ainda se pode economizar uma boa grana. E ainda há a vantagem adicional de não se sentir obrigado a ir embora quando parar de consumir. O lado ruim é que seus amigos podem não querer ir embora e você acordar na manhã seguinte com vários hóspedes…

 

Dicas para economizar com lazer

Dicas para economizar com lazer

 

Passeios

Uma opção de lazer barata é passear em um parque, mas alguns detalhes podem acabar pesando no orçamento, principalmente para quem tem crianças. Tomar um sorvete, comer um lanche, comprar água etc podem acabar gerando despesas extras que podem pesar no bolso (ok, não muito, mas ainda assim, ter gastos extras quando a situação é ruim não ajuda a melhorar a situação). O que pode ser feito é levar a própria comida/bebida de casa. Você pode lavar frutas e preparar um sanduíche natural para levar ao parque. Quanto às bebidas, a dica é congelá-las para que possa ter uma bebida gelada ao longo do dia nos dias quentes, ou levar uma garrafa térmica para ter uma bebida quente à mão em dias mais frios.

Outra opção é verificar a programação de shows/eventos gratuitos na cidade (principalmente para quem mora nos grandes centros urbanos). Entidades como o SESI, SESC, Itaú Cultural, entre tantos outros, costumam promover diversos eventos gratuitos e de boa qualidade.

 

Cinema

Se você não aguenta esperar o filme ser disponibilizado na TV para assisti-lo, uma forma de economizar no cinema é escolher horários alternativos. Normalmente, no início da semana há um desconto no preço do ingresso em relação ao fim de semana. Mesmo aos sábados e domingos, as sessões do período da manhã e início da tarde costumam ser mais baratas (e mais vazias!) do que as sessões que iniciam a partir do final da tarde. Além disto, ao evitar as sessões em 3D e a famosa pipoca, dá para economizar um bom dinheiro.

 

TV por assinatura

Falando em filmes, dá para economizar também dentro de casa. Você pode cortar o ponto adicional que quase não utiliza ou alguns das centenas de canais disponíveis. E, se você nunca assiste aos canais Telecine e HBO, porque pagar por eles? Saiba que costuma sair mais barato assinar o Netflix, por exemplo, do que assinar estes canais premium.
Quanto ao ponto adicional, muitas vezes é cobrada uma mensalidade, mas você pode muito bem dispensá-lo e assistir os canais de tv por assinatura pela internet através de um computador, tablet ou até mesmo na tela de seu celular, e sem pagar a mais por isto.

 

Livros

Sem dúvida alguma, a opção mais barata é pegar um livro emprestado em uma biblioteca. Agora, se o título que você quer ler só está disponível através de compra, uma opção que está se tornando mais barata é a versão eletrônica e que pode ser lida em um tablet ou mesmo no celular (mas a leitura é um tanto quanto desconfortável em uma tela pequena). Na maioria das vezes, esta versão eletrônica apresenta um bom desconto em relação à versão impressa vendida nas lojas e, ainda por cima, nem é preciso sair de casa para adquirir o livro. O Kindle (da Amazon) é um dos principais aplicativos de livro eletrônico e permite a leitura do mesmo livro em dispositivos diferentes. A sua loja virtual chega a oferecer diversos títulos gratuitos (mas, obviamente, os últimos lançamentos de autores renomados não serão gratuitos…) e também disponibiliza trechos para que o leitor possa ler e verificar se o texto lhe é interessante, antes de comprá-lo.

Como desvantagem, além de não poder exibir o livro em sua biblioteca, você também não poderá vendê-lo ou emprestá-lo a um amigo. Por outro lado, terá mais espaço disponível em sua casa e não precisará se preocupar em ter mais estantes para os livros.

 

Jornais e revistas

Concordo que é muito mais legal poder pegar o jornal ou a revista nas mãos e folheá-lo. Para quem gosta, ler o jornal de domingo enquanto toma o café da manhã é um ritual prazeroso. No entanto, se o orçamento está apertado, é possível economizar um bom dinheiro sem precisar abrir mão das informações. Todos os grandes jornais do País oferecem um bom desconto na assinatura digital em relação à assinatura tradicional. Além de economizar dinheiro, você também estará poluindo menos o meio ambiente, já que estará economizando combustível (por conta do frete) e papel, muito papel …

 

Viagens

Viajar para o exterior ficou extremamente caro com as fortes valorizações do Dólar e do Euro nestes últimos meses. No entanto, há diversos destinos nacionais que podem ser conhecidos por preços bem mais acessíveis. E, se você pode viajar fora do período das férias escolares, fica ainda mais fácil economizar. Além disto, está cada vez mais fácil e simples pesquisar por passagens aéreas e hospedagem.

Em relação às passagens aéreas, as principais companhias oferecem compras pelos próprios sites e, neles é possível pesquisar por datas em que há passagens mais baratas. Além das companhias aéreas, é possível (e é bastante prático) pesquisar em sites como Decolar.com, Submarino Viagens, Expedia.com.br, entre outros para saber quais companhias aéreas oferecem as melhores e mais baratas opções de vôos.

Quanto à hospedagem, sites como Booking.com, Airbnb.com, HotelUrbano.com etc, oferecem milhares de opções de hotéis, pousadas e até mesmo imóveis para temporada. E, para ajudar você a se decidir, ainda há notas e comentários de quem já se hospedou no local. Em muitos casos, alugar um apartamento ou uma casa pode acabar saindo muito mais barato do que se hospedar em um hotel. Pode-se economizar um bom dinheiro ao fazer as refeições no próprio apartamento ao invés de comer em restaurantes. Por outro lado, este tipo de hospedagem não costuma contar com serviço diário de limpeza e é preciso levar em conta que, na grande maioria das vezes, há também a cobrança de uma taxa de limpeza.

Além disto, você sempre pode procurar por locais em que os custos sejam mais baratos. Por exemplo, se você quer ir para a Europa, por que não escolher Praga ao invés de Paris? Você gastará muito menos em hospedagem, refeições, passeios e transporte local, e o preço da passagem aérea não é muito diferente. Uma dica interessante é pesquisar o custo de vida de diversos locais no Numbeo.

 

dica_viagem_destaque

 
LEIA MAIS:

Dicas para economizar na viagem de férias
O assunto não se esgota por aqui. Com um pouco de imaginação e pesquisa é possível economizar sem precisar abrir mão do lazer. Tem dicas bacanas sobre este tema? Mande um e-mail para contato@minhaseconomias.com.br