Depoimento de Adriano

Eu comecei a usar o MinhasEconomias em dezembro de 2009, que foi o ano em que eu comecei a trabalhar e ter minha própria renda. Antes, nesse mesmo ano, eu usava um caderno para anotar tudo o que eu gastava, mas como todo bom “informático” eu não gostava de fazer as coisas manualmente e não dava pra ver as informações do jeito que eu queria.

Eu comecei a procurar outras formas para controlar minhas finanças, usei o excel por um mês (e não gostei), usei outros programas, mas achei tudo muito complicado, difícil pra se adaptar e nada online. Foi então que eu achei o MinhasEconomias e decidi experimentar.

Me adaptei bem rapidamente pois a ferramenta é muito simples e tem todas as informações que eu preciso, com gráficos e tudo mais, além de ser online.

Com o Minhas Economias eu consegui saber exatamente quanto eu tinha na conta no banco, quanto eu gastava por mês, quais eram meus maiores gastos. Essas informações foram me ajudando a tomar decisões pra melhorar minha vida financeira, como quanto eu tinha que economizar, o que eu podia cortar de desnecessário nos meus gastos, entre outras coisas. Isso foi extremamente útil pra aproveitar ao máximo o meu salário de estagiário.

Hoje, com 21 anos, já tenho o hábito diário de registrar os meus gastos, ver o meu orçamento, verificar se vou conseguir pagar tudo até o fim do mês. Graças a isso eu consigo guardar uma boa parte do meu salário todo mês na poupança ou investimentos.

E eu tive sorte por achar uma boa ferramenta logo no começo da minha “vida financeira”. Uma ferramenta simples que não me desmotivasse a fazer meu controle financeiro e ver informações relevantes sobre meu orçamento, além de ser segura e simples de ser usada.

Eu sempre recomendo o Minhas Economias para os meus amigos quando me falam que usam planilhas do Excel ou registram tudo manualmente. Recomendo a todos!

Adriano
« Retornar aos depoimentos