Com os cortes na taxa Selic realizados nos últimos meses, a rentabilidade da poupança tende a cair nos próximos meses. Analisando-se o ganho no período de 12 meses, a poupança recuou de uma taxa de 8,39% em julho de 2016 (agosto de 2015 a julho de 2016) para 8,27% em fevereiro de 2017. No entanto, o ganho real, descontada a inflação medida pelo IPCA, chegou a 3,36% em fev-17, maior taxa desde novembro de 2007, quando havia ficado em 3,46%.

No gráfico abaixo, exibimos as rentabilidades nominais da poupança antiga e da poupança nova (para depósitos realizados a partir de 4 de maio de 2012), além do IPCA. É possível observar que a rentabilidade em 12 meses da poupança tem ficado entre 5 e 10% nos últimos 13 anos praticamente. No período de agosto de 2014 em diante, as rentabilidades da poupança antiga e da nova passam a ser iguais.

Poupança x IPCA - 12 meses

Poupança x IPCA – 12 meses

 

No próximo gráfico, exibimos a rentabilidade real da poupança, ou seja, já descontada a inflação (medida pelo IPCA) do período. O que se pode observar é que, com a queda acentuada da inflação nos últimos meses, o ganho real da poupança passou a subir rapidamente, após um período de quase 2 anos em que não havia ganho real (sempre analisando o período de 12 meses). Isto culminou no ganho real de 3,36% registrado neste último mês de fevereiro, maior valor desde novembro de 2007. Com a expectativa de que o IPCA em 12 meses passe de 4,76% em fevereiro para 4,56% em março, o ganho real em 12 meses da poupança em março deve aumentar para 3,48%.

Rentabilidade real 12 meses da poupança (descontado IPCA)

Rentabilidade real 12 meses da poupança (descontado IPCA)

 

Com isto, muita gente deve se perguntar se é melhor deixar o dinheiro aplicado na poupança. A resposta é não! Como já mostramos em outros artigos, há alternativas que oferecem melhores rentabilidades e com risco semelhante ou até menor do que o da poupança.