O mês de abril de 2012 apresentou uma nova queda no índice Bovespa: -4,17%. Na renda fixa, o corte de 0,75% na taxa Selic para 9,0% feito pelo Banco Central em 18/04 vai dificultar o trabalho dos gestores de fundos de renda fixa e, para impedir uma migração excessiva de recursos dos fundos de investimento em renda fixa para a caderneta de poupança, o governo alterou as regras desta em 03/05.

Se, de certa forma, estas notícias são ruins para os investidores, ao menos alguns bancos passaram a exigir um valor inicial de aplicação menor em seus fundos de investimento. Por isto, se você investe nestes produtos, vale a pena prestar atenção e verificar se é possível migrar seus investimentos para fundos com taxas de administração mais baixas. No curto prazo, os rendimentos extras obtidos não parecem ser muito relevantes, mas no longo prazo eles farão uma diferença significativa em sua aposentadoria.

Em relação ao desempenho em abr/2012 dos principais fundos DI (curto e longo prazos) dos seis maiores bancos de varejo (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Itaú Unibanco, Santander e HSBC), com valores de investimento inicial iguais ou inferiores a R$ 10 mil, nenhum dos 34 de nossa amostra obteve rentabilidade superior à da poupança ajustada pela alíquota de 22,5% de imposto de renda.

Para um investimento inicial de até R$ 100 mil, apenas 7 fundos de uma amostra de 59 obtiveram retorno superior à da poupança ajustada. Em relação ao CDI, nenhum fundo superou esta taxa em abr/2012.

Quer ver se o seu fundo DI apresentou um bom desempenho? Confira o Comparador de Fundos DI do Minhas Economias para ver como ele foi.

Caso queira comentar este e outros textos, por favor, encaminhe uma mensagem para contato@minhaseconomias.com.br ou entre em contato pelo formulário do site.