Os resgates na tradicional caderneta de poupança continuam. Os resgates líquidos em 2015 até o dia 18 de maio já somam R$ 33,48 bilhões. Um dos motivos disto é a baixa rentabilidade da poupança na comparação com outros investimentos de baixo risco como as LCIs, LCAs e o Tesouro Direto, entre outros.

Este resgate líquido de R$ 33,48 bilhões na poupança, em menos de cinco meses do ano, já é o pior resultado da história. Antes disto, o pior período havia sido o ano de 2003 com resgate líquido de R$ 10,42 bilhões.

 

Captação anual líquida poupança 18 mai 15 Poupança continua perdendo recursos em maio

Captação anual líquida poupança – 18-mai-15

 

Visualizando as captações líquidas mensais no gráfico abaixo, é possível observar que os cinco meses de 2015 (sendo que maio só contempla os dados até o dia 18) correspondem aos cinco piores meses em relação à captação líquida (ou maiores resgates líquidos…) em toda o período do Plano Real. Em relação ao saldo em estoque, é possível observar uma clara guinada na curva, passando a ser descendente, após um longo período de crescimento.

 

Saldo e captação mensal líquida poupança 18 mai 15 Poupança continua perdendo recursos em maio

Saldo e captação mensal líquida poupança – 18-mai-15

 

Na verdade, a queda na captação líquida da poupança vem ocorrendo ao longo de vários meses. Na comparação dos 12 meses de maio de 2014 a abril de 2015 com os doze meses anteriores (maio de 2013 a abril de 2014) é possível observar claramente que esta queda já vinha ocorrendo em 2014 e se acentuou neste ano. Todos os meses do primeiro período apresentaram desempenho abaixo do mesmo mês do período anterior.

 

Captação líquida poupança evolução mensal abr 15 Poupança continua perdendo recursos em maio

Captação líquida poupança – evolução mensal abr-15

 

queda poupanca interior Poupança continua perdendo recursos em maio

 

BAIXA RENTABILIDADE DA POUPANÇA É UM DOS PRINCIPAIS MOTIVOS DOS RESGATES RECORDES

No período em que a taxa Selic atingiu o seu menor patamar em meados de 2012 (e, consequentemente, também o CDI), a diferença de rentabilidade mensal entre o CDI já descontado do imposto de renda à alíquota de 15% e a poupança chegou a 0% em fevereiro de 2013, e permaneceu por vários meses com diferença de menos de 0,1%. No entanto, com as sucessivas altas da taxa Selic nos últimos dois anos, esta diferença de rentabilidade mensal já chega a passar de 0,2%.

 

Rentabilidades mensais poupança x cdi abr 15 Poupança continua perdendo recursos em maio

Rentabilidades mensais poupança x cdi abr-15

 

Observando períodos de 12 meses consecutivos, sempre a partir de maio do ano anterior a abril, o período de mai/12 a abr/13 chegou a ter uma diferença de apenas 0,05% entre a rentabilidade de 12 meses do CDI, já descontado do IR, e a poupança. No entanto, nos períodos seguintes, esta diferença de rentabilidade vem crescendo. No período mais recente, de mai/14 a abr/15, a diferença chegou a 2,49%.

 

Rentabilidades 12 meses poupança x cdi abr 15 Poupança continua perdendo recursos em maio

Rentabilidades 12 meses poupança x cdi abr-15

 

Observando também períodos de 12 meses consecutivos, e sempre a partir de maio do ano anterior a abril, mas agora comparando a rentabilidade da poupança com o IPCA, os últimos 3 períodos foram muito ruins para quem investiu na poupança. No período de mai/12 a abr/13, a diferença da poupança em relação ao IPCA foi de -0,25%, ou seja, a poupança teve rentabilidade real negativa. Já no período seguinte, mai/13 a abr/14, esta diferença foi ligeiramente positiva: 0,35%. O pior ficou mesmo para o período mais recente, mai/14 a abr/15, em que a diferença atingiu -0,98%, valor mais baixo desde o período mai/02 a abr/03.

 

Rentabilidades 12 meses poupança x IPCA abr 15 Poupança continua perdendo recursos em maio

Rentabilidades 12 meses poupança x IPCA abr-15

Caso queira comentar este e outros textos, por favor, encaminhe uma mensagem para contato@minhaseconomias.com.br