Nos últimos 24 meses (out-15 a out-17), a poupança nova teve rendimento real (descontada a inflação) de apenas 4,57%, enquanto o CDI obteve rendimento real e líquido de IR mais significativo: 10,91%. Em períodos mais recentes, no entanto, o rendimento real da poupança chegou a ser negativo e o do CDI esteve próximo de zero.

O que ocorreu neste período é que a inflação subiu rapidamente e a taxa de juros demorou um pouco mais para acompanhar a alta da inflação. Para compensar, quando a inflação volta a cair, o movimento de queda da taxa de juros tende a ocorrer em momento posterior, o que gera uma ganho real maior neste período. Para se ter uma ideia, nos 24 meses anteriores a fev-16, o rendimento real da poupança foi negativo: -2,70%, tendo o IPCA neste período chegado a 19,67%. Já o rendimento real do CDI (já descontado o IR também) chegou a apenas 2,73%. O gráfico abaixo ilustra estes dados para o período de julho de 1996 a outubro de 2017.

 

CDI e poupança vs. Inflação (IPCA)

CDI e poupança vs. Inflação (IPCA)