Pergunta:  Em 2008 eu e o meu marido vendemos nossa pequena empresa e compramos um apartamento que hoje vale R$200.000. Apesar do imóvel estar valorizado, nossa renda ficou pequena.

Ambos somos aposentados, mas eu ainda tenho um pequeno emprego e o nossa renda total é de R$2.000. Não seria ruim se não tivéssemos que pagar condomínio e taxas (média de R$600), o plano de saúde e despesas com luz, telefone e alimentação.

Temos uma casinha em Maricá que não tem muito valor. Gostaria de ouvir o seu parecer sobre o que fazer. Alugar o apartamento? Morar em Maricá? (L.C.)

Resposta:

Temos as alternativas:

1) Continuar como está:

Vantagem: mantem o emprego e o salário.

Desvantagem: risco de perder o emprego e não conseguir mais pagar as contas;

2) Morar em Maricá e alugar o apartamento:

Vantagens: diminui as despesas em R$ 600 e passa a receber aluguel (R$ 1.000 por mês, mas é necessário pesquisas para confirmar o valor).

Desvantagens: perde o emprego e o salário, e corre o risco de ver as despesas aumentarem e ficar sem a renda do aluguel, caso o inquilino fique inadimplente. Há ainda custos de manutenção e comissão da imobiliária que intermediar o aluguel;

3) Morar em Maricá, vender o apartamento e investir o dinheiro:

Vantagens: diminui as despesas em R$ 600, recebe ao menos R$ 1.000 por mês de juros (em investimentos de baixíssimo risco) e sem o risco de inadimplência.

Desvantagens: perde o emprego e o salário; se empolga com o dinheiro na conta e passa a gastar mais, com o risco do dinheiro da venda acabar rápido.
Se vocês são pessoas realmente disciplinadas, eu diria que a alternativa 3 é a mais indicada, pois apresenta menos riscos. Se conseguirem um emprego em Maricá, melhor ainda: faz bem para o bolso e faz bem à mente!