Comer bem é sem dúvida um dos grandes prazeres da vida! Mas nos dias de hoje, especialmente nas grandes cidades, um bom jantar fora de casa vai certamente contribuir para estourar o seu Orçamento Doméstico. O que fazer então para economizar sem precisar eliminar esta atividade de sua vida?

Bem, o ideal mesmo seria você deixar de ser um bom frequentador de restaurantes e passar a ser um excelente ‘chef’ caseiro! Mas se isso não for 100% possível, vamos a algumas dicas de economia.

1. Ao invés da Janta, que tal um Almoço?

Esta é uma maneira muito simples para diminuir os gastos sem perder a experiência gastronômica de uma refeição especial. O almoço costuma ser mais barato, embora não se tenha todo o ‘glamour’ de um jantar, mas ainda assim é uma excelente opção de economia.

2. Aproveite os Jantares durante a semana.

Bem, isso nem sempre é possível devido aos compromissos da semana, sem falar que provavelmente teremos que acordar bem cedo no dia seguinte.

Mas se você quer muito ir a um bom restaurante sem comprometer a sua segurança financeira, esta talvez seja uma alternativa viável!

economizar_jantar_interior

3. Fuja dos “encarecedores de jantares”: as Entradas e Sobremesas.

Muitas vezes o prato principal nem é tão caro assim. Mas ao se adicionar as entradas e as sobremesas, o valor total quase que dobra!

Há certas pessoas que pedem todas estes ‘opcionais’ por vergonha de ter que recusá-los. Não faça isso!

Faça valer o seu dinheiro: há certas entradas e sobremesas que são realmente únicas e merecem cada real gasto. Neste caso, e somente neste caso, não há problema de prová-los de vez em quando.

4. Bebidas

O caso das bebidas é um pouco diferente do caso das entradas e das sobremesas: com exceção de alguns ‘drinks’ especialmente preparados pelos melhores ‘barmen’, as bebidas podem ser compradas em lojas e degustadas na calma de nosso lar.

É certo que há uma grande diferença entre beber um vinho em casa e beber o mesmo vinho em um ambiente agradável, harmonizando com a comida. Mas lembre-se que há um custo para isso … e ele não é pequeno.

Os restaurantes costumam ter uma margem de lucro muito grande nestes itens. Por isso, se você conseguir resistir à tentação, fique somente na água!

5. Vá em grupo e “divida” os pratos

Há pessoas que não gostam de “dividir” os pratos pedidos. Se este não for o seu caso, esta pode ser boa opção de economia, principalmente para aqueles restaurantes onde a porção costuma ser bem farta.

No Brasil, infelizmente não é muito costumeiro levar para casa a comida que sobrou. Assim, não desperdice algo tão valioso: peça somente o que vai comer, ou então divida com alguém!

6. Busque descontos nos sites da internet.

Há vários sites na internet especializados em divulgar descontos nos principais restaurantes do país. E na grande maioria deles a restrição de dias e horários é quase nula: o que se pede normalmente é somente uma reserva com antecedência.

Só não exagere, deixando-se levar pela desculpa do ‘não posso perder estes descontos’. Caso isso aconteça, você pode até economizar um pouco em cada restaurante, individualmente. Mas a sua conta total certamente irá quebrar as suas Finanças Pessoais.