Final do mês de abril e você estava às voltas com a declaração de ajuste do imposto de renda. Pra variar, após completar o formulário, você descobre que ainda vai precisar pagar um valor razoável ao fisco. “Por que não investi em um PGBL no final do ano passado?”. Bom, agora é tarde e não há mais o que fazer.

No entanto, é possível se planejar este ano e não passar pela mesma situação no ano que vem. Além disso, o PGBL é uma ótima forma de fazer um “pé-de-meia” para a aposentadoria, desde que se faça uma boa pesquisa e se consiga encontrar um plano que ofereça segurança e custos baixos. No link abaixo, disponibilizamos um roteiro para que você possa controlar o seu salário e verificar o quanto deve investir em um PGBL para aproveitar todo o benefício fiscal oferecido pelo produto.

http://www.minhaseconomias.com.br/apresentacoes-e-cursos-gratuitos/salario_pgbl/

Antes de aplicar em um PGBL, vale ressaltar algumas observações a respeito deste produto:

1) O benefício fiscal do PGBL só é vantajoso para quem declara o imposto de renda pelo formulário completo;

2) Se você irá precisar dos recursos no curto prazo, um plano de previdência pode não ser o investimento mais adequado;

3) Caso você tenha dívidas, analise se o recurso a ser investido em um plano de previdência não será melhor empregado para quitá-las;

4) Pesquise bastante antes de investir seu dinheiro. Procure aplicar em uma instituição de sua confiança e que cobre taxas de administração e de carregamento mais baixas. Isto pode fazer uma enorme diferença em seu futuro. Leia mais sobre esta questão em http://www.minhaseconomias.com.br/blog/educacao-financeira/previdencia_privada_20100124/;

5) Mesmo que você já tenha um plano de previdência, continue pesquisando sempre. Lembre-se que você pode transferir seus recursos  para outro plano, mesmo sendo de outra instituição (portabilidade);

Leia mais sobre PGBL em:

http://www.susep.gov.br/setores-susep/cgpro/copep/previdencia_aberta_consumidor/