Segundo pesquisa do Procon-SP, a taxa média de juros do empréstimo pessoal subiu para 5,61% ao mês. À primeira vista, não parece muito, certo? Afinal, para uma compra de R$ 100,00, este percentual representa um acréscimo de ‘míseros’ R$ 5,61, valor que não dá para comprar um sorvete! Este é um raciocínio perigoso de ser feito …. Mas você sabia que a taxa acumulada em um ano inteiro chega a quase 200% (192,5 %, para ser mais exato)?

Que tal ver um exemplo prático? Vamos supor que, com o fim da Copa, você decida comprar uma TV nova para aproveitar as liquidações que devem surgir para este tipo de eletrodoméstico (este é outro raciocínio perigoso, mas vamos deixar este assunto para um outro “post” …). E vamos considerar que o custo desta TV seja de R$ 800,00.

Há vários cenários a serem analisados.

Em um cenário mais otimista (se bem que otimista mesmo seria poder pagar à vista), você pode não ter dinheiro agora, mas já teria esta grana no próximo mês, logo depois do pagamento do salário. Neste caso você pagaria os 5,61% por mês, o que representa R$ R$ 44,88. É ruim, mas nem tanto.

Em um outro cenário não tão otimista, você continua planejando pagar o valor total assim que receber o seu salário no próximo mês … mas aí um imprevisto acontece: o seu carro quebra e precisa de manutenção urgente ou surge algum procedimento médico que não é coberto pelo seu plano de saúdo. Claro que ninguém lhe deseja isso, mas o inesperado está sempre à espreita.

Suponha que neste caso você tenha que carregar esta dívida por 6 meses, até conseguir equilibrar as suas finanças e pagar a dívida da TV. Fazendo os cálculos, os juros a serem pagos sobem para … R$ 310 !!! Bela diferença, não?

E se você acha que não dá para ficar pior … bem, sempre dá. Se você abusou nas compras, comprou a TV na liquidação e não resistiu à super oferta do carro zero dos seus sonhos e ainda por cima os imprevistos ocorreram, aí a situação é bem pior. Supondo que demore 1 ano para conseguir recompor o seu orçamento doméstico, lá se vão nada menos que R$ 740,10 de juros! Quase outra TV nova …

Pode parecer que este último cenário seja um pouco catastrófico, mas é exatamente isso que acontece com quase todos os que estão em dificuldades financeiras. Aprenda com eles e não caia em tentação.

 

Caso queira comentar este e outros textos, por favor, encaminhe uma mensagem para contato@minhaseconomias.com.br