Mesmo com a recente alta dos juros nos últimos meses, ainda assim o crédito e as vendas a prazo continuam em alta no Brasil. Nada mal para os consumidores … mas o problema é que isto facilita o descontrole das Finanças Pessoais.

Como? Bem, as compras a prazo dão a falsa impressão de que tudo pode ser comprado. O que a maioria das pessoas analisa é somente se o valor da prestação ‘cabe no bolso’. Por exemplo, uma TV nova de R$ 3.600,00 pode ser cara se formos pensar em pagá-la à vista. Mas em ‘suaves’ prestações fixas, digamos em 12 meses, a mensalidade sairia por R$ 300. Tentador, certo?

 O problema é que podemos fazer várias compras a prazo e aí perdemos o controle de realmente quanto é o total das prestações a serem pagas mensalmente!

O MinhasEconomias (ou uma boa planilha) pode lhe ajudar bastante neste caso.

O importante é cadastrar todas estas compras a prazo no sistema. Você não precisa perder um grande tempo cadastrando prestação por prestação! Basta usar a funcionalidade de cadatro de parcelamento.

Ao adicionar uma transação, clique em “Mais opções” (na parte de baixo do registro):

postA_1

Ele te mostrará as opções para cadastramento dos parcelamentos. Em “Repetir Transação” você pode informar “Parcelamento (Mensal)” e então informar o número de parcelas. Em nosso cas0, seriam 12 parcelas.

postA_2

Se o parcelamento for mais complexo, você pode escolher a opção de “Avançado”. Neste caso, mais possibilidades de parcelamento estão disponíveis, como pagamentos semanais, diários ou anuais, e também a possibilidade de “Repetir Indefinidamente”.

postA_3

Depois de “Salvar” você poderá ver os seus parcelamentos automaticamente “replicados” a cada mês (ou qualquer outra periodicidade que você escolheu).

A grande vantagem é que é possível analisar, a cada mês do ‘futuro’, o quanto você já comprometeu do seu salário com as compras parceladas:

postA_4

E o melhor de tudo isso? Sabendo exatamente quanto você já gastou e o quanto você pode (ou não pode) gastar, vai gerar menos endividamento, menos juros pagos e mais economia de dinheiro!

Não deixe para amanhã, comece agora!

 

Caso queira comentar este e outros textos, por favor, encaminhe uma mensagem para contato@minhaseconomias.com.br