Para quem ainda não teve a curiosidade de pesquisar, o primeiro supermercado foi o King Kullen, inaugurado nos Estados Unidos em 1930. O que diferenciava o supermercado de uma loja convencional, era o auto-atendimento, que permitiu a redução de custos e preços mais baixos. A idéia deu tão certo que acabou se popularizando rapidamente. No Brasil, os supermercados chegaram na década de 50, e os hipermercados, nos anos 80.

Se no passado os supermercados comercializavam basicamente produtos alimentícios, hoje é possível encontrar praticamente tudo. Com tanta facilidade e oferta de produtos, acaba sendo difícil resistir às compras por impulso e manter o controle do orçamento doméstico.

Como economizar dinheiro no supermercado

E, como um dos principais itens de gastos em qualquer família são as compras de supermercado, para quem quer economizar dinheiro, nada mais natural que começar a economizar nas compras do supermercado.

A probabilidade de você entrar no supermercado para comprar pão e sair só com ele é de uma em três bilhões. Erma Bombeck

Como estímulo à economia, pense no que você poderia fazer com o dinheiro economizado, uma viagem, roupas novas, ou mesmo guardar dinheiro para os imprevistos. Pode não parecer muito dinheiro, mas imagine que você gaste R$ 250 / semana, e consiga economizar 10% nas compras do supermercado. Em um mês você terá economizado R$ 100,00 e, em um ano, R$ 1.200,00. Imagine em 10, 20, 30 anos. Dá pra fazer bastante coisa, não é mesmo? Dá até para começar a investir esta sobra de dinheiro.

Dicas de como economizar dinheiro no supermercado

Existem algumas dicas que podem lhe ajudar a economizar dinheiro nas próximas compras de supermercado. Algumas destas dicas você já deve ter lido em algum lugar, mas não custa relembrá-las.

1. ESTABELEÇA UM LIMITE DE GASTO
A primeira coisa a se fazer é estabelecer um limite de gasto, afinal, não adianta fazer uma lista de compras enorme e depois faltar dinheiro para os outros compromissos.
O limite de gasto pode ser semanal, quinzenal ou mensal. Isso vai depender de quantas vezes você vai ao supermercado.

Lista de compras

2. FAÇA UMA LISTA DE COMPRAS
Para elaborar a sua lista de compras, confira os produtos que você ainda tem em sua geladeira/despensa e comece pelos itens essenciais, deixando os itens supérfluos para o final da lista. Na sua lista devem constar a descrição de cada item, a quantidade, um campo para preço de referência, preço efetivo, valor e subtotal.

Item
Quantidade
Preço referência
Preço efetivo
Valor
Preço efetivo x Qtde
Subtotal
 
Ovos1 dúziaR$ 5,19R$ 4,15R$ 4,15R$ 4,15
Carne1R$ 20,00/kgR$ 9,95R$ 9,95R$ 14,10
Macarrão 500g1R$ 3,00R$ 2,73R$ 2,73R$ 16,83
Azeite de oliva 500ml1R$ 8,00R$ 8,29R$ 8,29R$ 25,12
Detergente líquido1R$ 1,50R$ 1,44R$ 1,44R$ 26,56
Limpador desengordurante1R$ 12,00R$ 11,90R$ 11,90R$ 38,46

O campo preço referência, é opcional e é utilizado para anotar o preço pesquisado, ou da última compra e serve para compor o limite de gasto, ou como referência de preço para comparar com o encontrado no supermercado.

No campo de preço efetivo, você vai anotar o preço que você encontrar no supermercado, que multiplicado pela quantidade, lhe dará o valor a ser pago. O último campo, é do subtotal, que mostra o valor total gasto.

Quem está acostumado a ir às compras já tem uma boa ideia de preço, e consegue fazer uma lista de compras que cabe dentro do limite de gasto estabelecido. Mas para quem está incorporando agora a rotina de ir ao supermercado, vale guardar os cupons fiscais anteriores para ter uma noção de valores.

Outra dica é fazer uma pesquisa nos supermercados virtuais que, além de uma boa referência, podem ser uma alternativa conveniente.

A lista de compras é importante pois além de evitar o esquecimento de algum item, ajuda a manter o controle e a objetividade nas compras do supermercado.
Existem alguns aplicativos para smartphones que podem lhe ajudar na elaboração da sua lista.

Calculadora

3. ACOMPANHE AS COMPRAS
De nada adianta uma lista de compras com um limite de gastos se não tiver o acompanhamento na hora da compra. Utilize a sua lista de compras e vá anotando os valores de cada item e, com a calculadora do seu celular, faça as contas para ver o quanto já foi gasto e quanto ainda sobra do seu limite de gasto.
Caso já tenha alcançado o seu limite, mas a sua lista ainda não terminou, veja se os próximos itens são mesmo necessários, dado que a sua lista está em ordem decrescente de prioridade. Caso contrário, reveja quais itens você poderá adquirir na próxima compra. Procure se manter dentro do limite.
Caso sua lista tenha terminado e tenha sobrado dinheiro, vá direto para o caixa.

4. EVITE O DESPERDÍCIO
Não adianta comprar barato se o produto acabar estragando antes de ser consumido. Muitas vezes, compramos itens que acabam expirando no fundo do armário ou estragando na geladeira.
Caso isto esteja acontecendo com frequência, reveja sua lista de compras, procurando diminuir a quantidade nas próximas compras. É interessante arrumar o armário de mantimentos pelo menos 1 vez a cada 15 dias para evitar este tipo de desperdício.

Se você costuma ir poucas vezes ao supermercado e, por este motivo, compra quantidades maiores, procure aumentar um pouco as suas idas ao supermercado. Isso pode lhe ajudar a dimensionar melhor o seu consumo.

Elaborar um cardápio semanal pode ser uma opção, ainda mais se você não costuma ir à feira. Afinal, nada melhor que comer alimentos frescos. E com relação a frutas e verduras, procure comprar os produtos da estação, que são mais em conta.

Pesquisa de preços

5. QUEM QUER ECONOMIZAR, PESQUISA
Como em qualquer compra, pesquisar é fundamental. Pesquise em diferentes supermercados e também na internet. Procure se informar sobre os dias de promoção. Por exemplo, toda 4a. feira é dia da promoção de frutas e verduras.

6. CONFIRA O CUPOM FISCAL DO SUPERMERCADO
Não é raro que ocorram erros na hora de passar os produtos no caixa, pode ser o preço errado de um produto, a quantidade e outros.

O ideal é ir verificando o preço que é registrado, mas quando não é possível, procure fazer a conferência ainda no supermercado. Havendo algum problema peça a regularização ao próprio caixa ou, se for o caso, a um supervisor ou gerente.

No caso de haver discrepância entre o preço que consta na prateleira (menor) e o cobrado no caixa, por lei, deverá prevalecer sempre o menor valor.

Uma dica é anotar na sua lista de compras, o preço do produto exibido na prateleira para depois conferir com o cupom fiscal. De fato, é um pouco chato, mas pode evitar aborrecimentos e um prejuízo financeiro.

7. EXPERIMENTE O NOVO
Estamos condicionados a comprar produtos de determinadas marcas, e associamos o preço à qualidade do produto, o que nem sempre é verdadeiro. Produtos de outras marcas podem ser tão bons quanto aos que você está habituado a comprar, que tal experimentar?

8. EMBALAGEM ECONÔMICA
Para itens que tem prazo de validade longo, ou que são muito utilizados, considere comprar embalagens maiores que normalmente são mais baratos. Mas, para ter certeza de que realmente vale a pena, faça as contas para ver se o valor cobrado por unidade, peso ou volume compensa o desembolso maior.

9. NÃO VÁ AO SUPERMERCADO COM FOME
Alguns estudos mostram que pessoas com fome tendem a comprar mais do que o necessário.

Levar ou não crianças ao supermercado

10. DICA CONTROVERSA
Há quem diga que é melhor evitar levar as crianças ao supermercado, para não comprar supérfluos, diga-se, guloseimas, brinquedos e afins. O tempo já é tão escasso, que privar sua família deste momento acaba sendo um sacrilégio. O melhor é conversar com seus filhos e fazê-los entender o que pode e o que não pode, afinal, a vida tem suas limitações.

Já deu para perceber que não existem dicas mágicas para se conseguir economizar nas compras de supermercado, mas uma mudança de hábito que pode ir gradativamente se incorporando no seu dia a dia.

O importante é começar e continuar. Todas as vezes que desanimar, pense nos objetivos que você pode alcançar, a viagem, um futuro mais tranquilo…

Para ter um controle mais completo das suas finanças pessoais, considere fazer um controle financeiro de todos os outros gastos. Assim como no supermercado, é possível economizar dinheiro com as suas outras despesas e conquistar uma melhor qualidade de vida.

Referências:
Wikipedia.org
Imagens:
Shutterstock